Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bolsas europeias caem mais de 1% com receios em torno de Espanha e Grécia

As acções do Velho Continente estão a desvalorizar pela segunda sessão consecutiva, com os receios relativos à evolução da crise de dívida na Europa a voltarem a pesar na confiança dos investidores. China pressiona com anúncio de que crescerá mais lentamente.

Hugo Paula hugopaula@negocios.pt 23 de Julho de 2012 às 09:24
  • Partilhar artigo
  • 2
  • ...
O índice de referência para a Europa, o Stoxx 600, declina 1,51% para 254,27 pontos e prolonga a perda de 1,4% da última sessão. A tendência de quedas verifica-se na generalidade dos índices nacionais, com o espanhol IBEX a cair 3,2%, o francês CAC-40 a declinar 1,6% e o britânico Footsie a recuar 1,5%. O DAX declina 1,4%.

A contribuir para a descida de hoje estão essencialmente dois factores: os receios em torno de Espanha estão a aumentar, depois de Valência ter pedido ajuda do Fundo de Liquidez das Autonomias e da Catalunha ter admitido estar a analisar esta hipótese, factores que estão a aumentar a especulação de que Madrid tenha de pedir um resgate efectivo e não apenas apoio financeiro para recapitalizar a sua banca.

O segundo factor é a Grécia e os receios de que o país possa abandonar a Zona Euro, isto depois do Fundo Monetário Internacional ter admitido cortar o financiamento a Atenas e do ministro da Economia alemão ter dito que a saída da Grécia do euro não seria assustador.

As quedas de hoje e da última sessão seguem-se a um período em que as acções europeias registaram ganhos ao final de cada uma das últimas sete semanas. A série de ganhos semanais foi a mais longa em quase seis anos e justificou-se pela perspectiva de que os bancos centrais mundiais introduzissem uma nova vaga de estímulos monetários.

Amanhã desloca-se à Grécia uma equipa de avaliação da troika e há muitas reservas sobre as conclusões que haverá a fazer do cumprimento das metas do acordo de resgate feito ao país.

“Os receios de que a visita desta semana da troika à Grécia venham a revelar que o Governo não está a cumprir os termos do acordo de resgate também contribuem para os receios no mercado”, disse o analista do mercado do IG Markets, Cameron Peacock, à Bloomberg. “Mais uma vez, a perspectiva de incumprimento grego e a saída da União Europeia voltam a ser uma possibilidade”.

O vice-chanceler alemão Philipp Roesler disse estar “muito céptico” de que os líderes europeus conseguissem evitar que a Grécia atinja um incumprimento desordenado da dívida orçamental.
Ver comentários
Saber mais bolsa Europa mercados Espanha Grécia
Outras Notícias