Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bolsas europeias sobem mais de 2% com expectativas positivas dos testes de stress

O aproximar da divulgação dos resultados dos testes de stress e a crescente confiança por parte dos responsáveis pelos bancos de que os resultados serão bons animaram as principais praças europeias, que subiram hoje mais de 2%.

As principais bolsas europeias fecharam hoje a sessão em terreno positivo, com o índice de referência, o Stoxx 600 a fechar nos 254,37, depois de acabar a subir 2,06%. Os sectores da banca e automóvel foram os principais impulsionadores no espaço europeu, apresentando valorizações de 3,16%, para os 460,62 pontos, no caso do índice Dow Jones da banca, e de 3,23%, para os 262,43 pontos, no caso do índice do sector automóvel. Na banca, dos 54 bancos presentes no índice de europeu de referência, apenas dois não fecharam a sessão a valorizar. O aproximar da publicação dos resultados dos testes de stress, que serão divulgados amanhã, e a crescente certeza de que os resultados serão animadores para a maioria dos bancos ajudaram à boa performance dos bancos nas bolsas. O Banco Espírito Santo fechou mesmo entre os bancos que mais valorizaram no dia de hoje, acabando com uma valorização de 7,20%, para os 3,56 euros. Os espanhóis BBVA e Santander fecharam a valorizar 3,42% e 3,22%, respectivamente, e o francês BNP fechou com uma subida de 4,76%. O sector automóvel, tendo sido, juntamente com a banca, um dos sectores que foi mais penalizado com a crise, perante o abrandar da mesma, é também dos que mais recuperou hoje. As bolsas europeias que mais valorizaram foram a grega com uma valorização de 3,37%, para os 789,69 pontos e a francesa, com o CAC 40 a subir 3,05%, fixando-se nos 3.600,57 pontos. As restantes praças europeias fecharam, igualmente, em terreno positivo, com o IBEX-35 espanhol a subir 2,61%, para os 10.302,90 pontos, o DAX alemão a valorizar 2,53%, fixando-se nos 6.142,15 pontos e o índice inglês FTSE a terminar nos 5.313,81 pontos, fruto de uma subida de 1,90%.
Ver comentários
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio