Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bruxelas quer que Espanha prossiga o caminho das reformas estruturais

As instituições europeias instam Madrid a continuar a implementar políticas reformadoras, que permitam apoiar o crescimento económico, caso contrário o défice poderá voltar a subir já em 2015.

19 - Espanha
David Santiago dsantiago@negocios.pt 02 de Junho de 2014 às 10:13
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

Apesar de assinalar a boa recuperação económica espanhola, a Comissão Europeia (CE) adverte Madrid para a importância de prosseguir as políticas de ajustamento e de estímulo ao crescimento da economia, o que evitaria que a recuperação seja colocada em causa e o défice volte a subir no próximo ano.

 

O diário "El Mundo" escreve que o elevado desemprego e os elevados níveis de dívida pública e privada farão a CE apresentar um conjunto de recomendações económicas como o aprofundamento da reforma laboral e a redução das contribuições fiscais, o que permitiria consolidar o crescimento e estimular a criação de emprego.

 

O mesmo jornal acrescenta ainda que as propostas devem assumir um perfil detalhado, uma vez que Bruxelas quer manter um grau de vigilância a Espanha semelhante a Portugal e Irlanda, países que entretanto saíram dos respectivos programas de assistência externa.

 

A CE considera que o plano de reformas enviado, em Abril, pelo Governo do primeiro-ministro Mariano Rajoy não é suficientemente detalhado no que diz respeito a metas, alertando para o facto de que serão necessárias mais reformas caso contrário o défice em relação ao PIB pode voltar a subir para 6,1%.

 

As reformas pretendidas pela Comissão deverão passar pela progressiva redução do peso da estrutura estatal na economia, passando necessariamente pela redução de funcionários públicos, pelo aumento do IVA em quatro pontos e pela redução das contribuições em seis pontos. 

Ver comentários
Saber mais Comissão Europeia CE Bruxelas Espanha Mariano Rajoy reformas
Outras Notícias