Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bundesbank opôs-se ao programa de compra de obrigações

O presidente do banco central alemão, Jens Weidmann, opôs-se ao prolongamento do programa de compra de obrigações decidido hoje pelo conselho de governadores do BCE.

Hugo Paula hugopaula@negocios.pt 04 de Agosto de 2011 às 18:10
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
O Banco Central Europeu (BCE) decidiu hoje prolongar o programa de compra de obrigações e manter a taxa de juro de referência para a Zona Euro nos 1,5%. Ao comunicar a decisão Jean-Claude Trichet, o governador do BCE, disse que a decisão que diz respeito à compra de obrigações não foi unânime.

A Bloomberg está agora a reportar que foi o líder do banco central alemão (“Bundesbank”), citando fontes próximas do próximas das negociações. A decisão do novo responsável alemão pela política monetária é uma continuação das políticas defendidas pelo anterior presidente da instituição alemã.

Axel Weber, antecessor de Jens Weidmann, opôs-se a decisão de iniciar a compra de obrigações pelo BCE, com o argumento de que este programa representa um risco para a independência do banco. O actual presidente do “Bundesbank” interrompeu as suas férias para comparecer no Conselho de Governadores do BCE que hoje teve lugar.

Juergen Stark explicou ao Frankfurtes Allgemeine que “esses riscos só emergem se estas medidas forem utilizadas no longo prazo e se a liquidez adicional não for absorvida”.

Ver comentários
Saber mais Euro juro dívida obrigações obrigação
Outras Notícias