Política Começa o julgamento do ex-ministro francês acusado de fraude fiscal

Começa o julgamento do ex-ministro francês acusado de fraude fiscal

O antigo responsável pelo combate à fraude fiscal em França é acusado de fraude fiscal. Ex-ministro de Hollande arrisca uma pena de sete anos de prisão efectiva.
Começa o julgamento do ex-ministro francês acusado de fraude fiscal
Balint Porneczi/Bloomberg
Catarina Almeida Pereira 08 de fevereiro de 2016 às 08:55

Começa esta segunda-feira, 8 de Fevereiro, o julgamento do antigo ministro das Finanças Jérôme Cahuzac, acusado de fraude fiscal.

Em 2012, Cahuzac foi escolhido por François Hollande para liderar o plano de combate à fraude fiscal das pessoas de maiores rendimentos, mas em 2013 admitiu que tinha escondido o seu dinheiro numa conta secreta na Suíça, num dos maiores escândalos da presidência de Hollande.

A revelação foi feita pelo site Mediapart, que explicou que desde 1992 que Cahuzac escondia uma conta de 600 mil euros no banco suíço UBS, uma conta encerrada meses antes de se ter tornado o presidente da Comissão de Finanças no Parlamento Francês.

Durante meses, Cahuzac negou que tal fosse verdade, incluindo ao Parlamento, mesmo quando se demitiu. Só em Abril de 2013 admitiu as acusações, numa declaração televisiva, afirmando que foi "apanhado numa espiral de mentiras".

Aos 62 anos, o antigo responsável pelo combate à fraude fiscal em França arrisca uma pena de sete anos de prisão efectiva e uma multa de dois milhões de euros, de acordo com as agências noticiosas e a imprensa internacional.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI