Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Corte salarial no Banco de Portugal vai ser inferior ao da Função Pública

Autoridade supervisora também poderá continuar a contratar funcionários.

  • Partilhar artigo
  • 22
  • ...
O Banco de Portugal deverá adoptar uma política de contenção salarial mais moderada do que a que vai ser imposta à Função Pública. E poderá recrutar novos técnicos, apesar de o Governo também querer submeter o banco central ao congelamento de admissões.

"Sem prejuízo do seu estatuto de independência, o BdP prosseguirá uma política de contenção de custos e, naturalmente, uma política salarial ajustada à situação que o País atravessa, ao quadro legal em vigor e ao normal desempenho das funções que lhe estão cometidas - em especial, às novas responsabilidades que resultam do novo quadro europeu de supervisão financeira", garantiu fonte oficial da instituição liderada por Carlos Costa. Ou seja, haverá corte efectivo de salários, mas será inferior ao aplicado à Função Pública, apurou o Negócios. Recorde-se que, este ano, o banco já cortou em 5% os salários dos administradores.









logo_empresas

Ver comentários
Saber mais BCE Banco de Portugal Carlos Costa salários
Outras Notícias