Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Embaixada da Alemanha nega que tenha impedido divulgação de vídeo de Marcelo

A embaixada da Alemanha em Lisboa repudia as acusações de Marcelo Rebelo de Sousa e dos organizadores do vídeo promovido pelo conselheiro de Estado, segundo as quais teriam sido autoridades alemãs a impedir a transmissão do vídeo em Berlim.

Negócios negocios@negocios.pt 12 de Novembro de 2012 às 11:53
  • Partilhar artigo
  • 6
  • ...
“A Embaixada, assim como todos os órgãos oficiais alemães, defende a liberdade de opinião e informação”. Nunca “impediu” a divulgação de vídeo em Berlim, até porque foi consultada nesse sentido, protesta a embaixada alemã em Lisboa, ao repudiar as acusações de Marcelo Rebelo de Sousa e dos organizadores do vídeo promovido pelo conselheiro de Estado, segundo as quais teriam sido autoridades alemãs a impedir a sua transmissão em Berlim.

“Face às informações que têm circulado em diversos meios de comunicação social acerca de alegadas tentativas da Embaixada da Alemanha em Lisboa ou de outras entidades alemãs, de impedir a transmissão de um vídeo sugerido pelo Prof. Marcelo Rebelo de Sousa”, a Embaixada declara que “não houve, relativamente a esta matéria, quaisquer contactos entre o Senhor Prof. Rebelo de Sousa e a Embaixada, muito menos entre ele e o Embaixador”.

“Foi apenas no momento da sua transmissão que colaboradores da Embaixada tomaram conhecimento de partes do vídeo mostrado na noite de domingo, dia 11.11.2012, na televisão portuguesa e apresentado como tendo sido sugerido pelo Prof. Rebelo de Sousa. Contudo, nem antes nem após esta transmissão houve quaisquer contactos com o Embaixador, nem com outros colaboradores competentes da Embaixada, em que este vídeo tenha tido algum papel”.

Assim sendo, prossegue o comunicado enviado às redacções pela embaixada alemã dirigida por Helmut Elfenkämper, a transmissão do vídeo “não pode ter sido ‘impedida’ pela Embaixada”. “A Embaixada, assim como todos os órgãos oficiais alemães, defende a liberdade de opinião e de informação”.

Marcelo Rebelo de Sousa e o blogguer social-democrata Rodrigo Moita de Deus, que estiveram por detrás do vídeo destinado a mostrar o que consideram ser a realidade portuguesa actual, alegam que "Ich bin ein berliner" – nome do filme que queriam que fosse visionado na Praça Sony em Berlim – teria sido “recusado pelas autoridades locais”. Rodrigo Moita de Deus enviou uma nota de protesto ao embaixador alemão em Lisboa, dizendo que “recebemos a informação de que as entidades responsáveis não autorizaram a transmissão do filme por "razões políticas". Este facto causa-nos a maior incompreensão e merece o nosso protesto”.

"Choca-nos profundamente esta recusa em transmitir o filme que é indigna dos valores e princípios que estão na base da União Europeia. Mas, apesar desta recusa, é nosso propósito prosseguir com esta iniciativa e tudo faremos para que a mensagem do filme chegue ao seu destinatário", conclui Moita de Deus, sem concretizar a quem e quando havia endereçado o pedido de autorização para passar o vídeo em Berlim.
Ver comentários
Saber mais Alemanha Marcelo Rebelo de Sousa economia embaixada da Alemanha
Outras Notícias