Europa Eurobarómetro: Portugueses entre os europeus mais satisfeitos com os comboios

Eurobarómetro: Portugueses entre os europeus mais satisfeitos com os comboios

Ultimamente as críticas ao serviço da CP têm sido duras, mas um Eurobarómetro realizado no início deste ano mostra que os portugueses estão satisfeitos com o serviço da ferrovia.
Tiago Varzim 18 de setembro de 2018 às 14:01

Apesar das críticas, os portugueses estão entre os europeus mais satisfeitos com o serviço ferroviário. É isso que mostram os dados do Eurobarómetro divulgado esta terça-feira, dia 18 de Setembro, sobre a satisfação dos passageiros de comboios na Europa. O inquérito foi realizado em Janeiro e Fevereiro deste ano e a amostra é de 1.000 entrevistados para Portugal e 25.537 no conjunto da União Europeia. 

Os portugueses estão entre os que menos utilizam os comboios - apenas 10% são utilizadores frequentes (andam, pelo menos, uma vez por semana) de comboio. Mas quando o fazem parecem ficar satisfeitos.

Portugal é uma excepção face à conclusão global deste Eurobarómetro: "Se considerarmos todas as respostas, aqueles que vivem em países do norte, ocidente e centro da Europa estão geralmente mais satisfeitos com o transporte ferroviário no global do que aqueles que vivem em países do sul e do leste [da Europa]". 

O inquérito passa por temas como a facilidade de obter informação, de compras os bilhetes, de gerir as queixas e dos serviços nas estações. Além disso, foca-se também nos pontos relacionados com a própria viagem como a frequência, a pontualidade e a confiança nos comboios e na sua manutenção.

Sobre o serviço em si, o índice de satisfação coloca Portugal em quinto lugar, apenas atrás da Irlanda, do Reino Unido, do Luxemburgo e da Áustria. Sobre o transporte em si, os portugueses são os terceiros mais satisfeitos, superados apenas pelos irlandeses e os austríacos. Mesmo quando só são considerados os inquiridos que são passageiros (outros dizem não andar de comboio), as conclusões não mudam.


Segundo o mesmo inquérito, 76% dos portugueses estão satisfeitos com a pontualidade dos comboios, bem acima da média europeia de 59%. Já na satisfação com a frequência dos comboios, Portugal (69%) está em linha com a satisfeição média dos europeus (69%). E, apesar de não estarem muito satisfeitos com o wi-fi a bordo, mesmo nesse aspecto a satisfação dos portugueses (47%) é superior à dos europeus (41%).

Em Portugal, o principal motivo dado para não viajar de comboio foi a acessibilidade das estações e plataformas. Recentemente, uma estatística do Eurostat mostrava que Portugal é o sétimo Estado-membro que menos gasta em transportes, ficando abaixo da média europeia. 

Quatro em cada cinco europeus andam de comboio

O retrato da utilização e satisfação dos comboios na União Europeia mostra que quatro em cada cinco europeus andam de comboio. Apesar disso, apenas 13% o fazem de forma frequente, ou seja, pelo menos uma vez por semana. É na Áustria (27%), na Alemanha (22%) e na Eslováquia (21%) que se encontram as maiores percentagens de passageiros frequentes. 

A maior das viagens são ao nível suburbano ou regional, dentro do próprio país, dado que a maior parte (78%) não faz viagens internacionais. Isto apesar de 23% darem as férias como motivo de viagem de comboio e 35% dizerem que o fazem devido a actividades lúdicas. Já 16% anda de comboio na viagem entre casa e o trabalho, a escola ou a universidade e só 9% utiliza o comboio para viagens de negócios.


No que toca a idade, os jovens entre os 15 e os 24 anos são os que mais utilizam (30%). A percentagem de utilização dos comboios diminui com a idade: 14% no intervalo entre 25 e 39 anos, 12% no intervalo entre 40 e 54 e só 8% entre os que têm 55 anos ou mais.

Para chegarem à estação de comboios, a maior parte dos europeus (44%) usa o carro ou a mota. 27% vai a pé e 25% utiliza outros transportes públicos. 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI