Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Hollande: Maior ameaça à UE já não é desconfiança dos mercados, mas sim dos cidadãos

Afirmando que a Europa está "longe de ter retirado todas as consequências da crise", o Presidente francês insurgiu-se contra a austeridade excessiva.

Negócios com Lusa 05 de Fevereiro de 2013 às 11:03
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...

O Presidente francês defendeu hoje, em Estrasburgo, que a grande ameaça actual à União Europeia já não é a desconfiança dos mercados, mas sim dos cidadãos, considerando que o desemprego é o maior problema que os líderes europeus devem enfrentar.

 

Intervindo num debate no Parlamento Europeu sobre o futuro da UE, por ocasião da sua primeira visita à assembleia desde a sua eleição para o Eliseu, em 2012, François Hollande disse que o "desemprego em massa revela a profundidade da crise" e sustentou que o grande desafio que os líderes europeus têm de ultrapassar é o do crescimento e do emprego, pois não se podem poupar esforços enquanto houver 27 milhões de desempregados na Europa.

 

Afirmando que a Europa está "longe de ter retirado todas as consequências da crise", o Presidente francês insurgiu-se também contra a austeridade excessiva, defendendo que as medidas de consolidação "devem ser adaptadas às situações nacionais e aplicadas com discernimento quanto à sua duração".

 

"Senão, condenamos a Europa à austeridade sem fim e eu recuso isso", declarou no hemiciclo de Estrasburgo.

 

A reflexão do líder francês decorreu durante um debate no Parlamento Europeu sobre o futuro da União Europeia e aconteceu por ocasião da sua primeira visita à assembleia desde a sua eleição para o Eliseu em 2012.

 

De acordo com a RTP, o chefe de Estado francês sustentou que o grande desafio que os líderes europeus têm de ultrapassar é o do crescimento e do emprego, pois não se podem poupar esforços enquanto houver 27 milhões de desempregados na Europa. "Poupar dinheiro sim, enfraquecer a economia, não", afirmou Hollande no Parlamento Europeu a dois dias da abertura de uma cimeira que se espera difícil sobre o orçamento da UE para o período 2014-2020.

 

(notícia actualziada às 11h30 com mais declarações)

Ver comentários
Saber mais Hollande
Outras Notícias