Europa Imagem: Partidos pró-troika garantem maioria na Grécia

Imagem: Partidos pró-troika garantem maioria na Grécia

Veja aqui a composição do novo parlamento grego.
Negócios 18 de junho de 2012 às 13:38
Ao contrário das eleições de 6 de Maio, os dois partidos que subscreveram o programa de ajustamento com a UE e FMI garantiram no domingo 17 de Junho maioria absoluta no parlamento. Ambos terão juntos 162 lugares, graças ao crescimento do Nova Democracia, que recebeu 29,66% dos votos, garantindo aos conservadores 129 assentos no Parlamento (o partido mais votado recebe 50 lugares de 'bónus'), que mais do que compensou a nova perda de votos dos socialistas do Pasok, reduzido a 33 deputados.

Karolos Papoulias, o presidente da Grécia, entregou esta manhã o mandato para a formação do governo ao líder conservador Antonis Samaras que vai tentar um executivo alargado de unidade nacional. O líder do Pasok, Evangelos Venizelos, diz que é preciso que o novo Governo integre pelo menos a coligação radical de esquerda Syriza, segunda formação mais votada que também ganhou peso face às eleições de 6 de Maio, e o Partido da Esquerda Democrática.

O líder do Syriza, Alexiz Tsipras, já disse que não integrará uma coligação de governo disposta a trabalhar com base nos termos acordados com a troika.








Marketing Automation certified by E-GOI