Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Irlanda mantém intenção de regressar ao mercado de dívida em 2012

Ministro dos Transportes duvidou ontem que o país esteja em condições de emitir obrigações no próximo ano, mas o ministério das Finanças mantém a intenção.

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 30 de Maio de 2011 às 11:36
  • Partilhar artigo
  • 2
  • ...
O Governo irlandês mantém a intenção do país regressar ao mercado de dívida no próximo ano, tal como está previsto no acordo de ajuda externa com a União Europeia e o Fundo Monetário Internacional.

A garantia foi dada pelo Ministério das Finanças irlandês e surgem em esclarecimento às declarações ontem proferidas pelo ministro dos Transportes do país.

O ministro irlandês dos Transportes revelou ontem ao The Sunday Times ter dúvidas quanto às possibilidades de a Irlanda voltar a financiar-se no mercado no próximo ano face ao nível em que estão as taxas de juro.

“Penso que é muito improvável conseguirmos regressar no próximo ano [aos mercados financeiros, levará mais tempo…2013 pode ser possível, mas quem sabe?”, afirmou o ministro irlandês dos Transportes Leo Varadkar.


Hoje, o ministro das Finanças assegura que a intenção do país passa por “regressar aos mercados obrigacionistas algures durante 2012”. Ainda assim ressalva que “obviamente, a situação continuará a ser monitorizada e o aconselhamento” do instituto que gere a dívida do estado “vai ser considerada”.

As taxas de juro implícitas nos títulos irlandeses de dívida pública estão em torno dos 12% nas maturidades de dois e cinco anos, acima da ‘yield’ a dez anos.

O acordo da ajuda externa a Portugal também prevê o regresso do país ao mercado em 2012.

Dos 85 mil milhões de euros de apoio à Irlanda, 50 mil milhões estão destinados ao sector público. Os restantes 35 mil milhões de euros destinam-se a recapitalizar os bancos.




Ver comentários
Saber mais Irlanda
Outras Notícias