Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Juros portugueses acentuam subida e voltam a negociar acima dos 9,5%

Os receios relacionados com a possível saída da Grécia da Zona Euro e o impacto deste cenário nos outros países continuam a pressionar a dívida, especialmente dos países que estão intervencionados, como Portugal e Irlanda.

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 21 de Maio de 2012 às 13:50
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...
A “yield” das obrigações a dois anos está a subir 44 pontos base para 9,635%, uma evolução que se acentua nos restantes prazos. Na maturidade a cinco anos o aumento é de 22,1 pontos para 14,714% e a 10 ano a subida é de 13,9 pontos para 12,387%.

A dívida portuguesa tem estado sob pressão devido aos receios de que Grécia abandone a Zona Euro, depois das eleições legislativas não terem dado origem a um Governo, por ausência de acordo político.

E Portugal não está, nem tem estado isolado. Os juros da Irlanda e de Espanha também estão a subir.

Na Irlanda a subida da “yield” das obrigações a dois anos é de 11,2 pontos para 7,315%, num dia em que o governador do banco central disse que a pressão sobre a dívida irlandesa continua “desfavorável”, em resposta a uma pergunta sobre se a Irlanda precisa de uma segundo pacote de apoio financeiro.

Em Espanha, o cenário é idêntico. Os juros a dois anos sobem 2,6 pontos para 4,194%, a cinco anos a subida é de 3,5 pontos para5,415% e a 10 anos o aumento é de 2,4 pontos para 6,294%.
Ver comentários
Saber mais juros dívida Europa obrigações
Outras Notícias