Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Manifestações na Grécia: "Não nos submeteremos à troika"

Milhares de pessoas protestam nas ruas de Atenas contra as medidas de austeridade propostas pelo governo de Samaras, numa greve organizada pelos dois maiores grupos sindicais do país.

Rita Dias Baltazar rbaltazar@negocios.pt 26 de Setembro de 2012 às 13:09
  • Assine já 1€/1 mês
  • 12
  • ...
Na Grécia a primeira greve geral desde que a coligação está no governo acontece hoje e já levou 50 mil pessoas para as ruas de Atenas, segundo a Reuters.

Os manifestantes protestam contra as últimas medidas de austeridade anunciadas e que permitirão à Grécia poupar 11,5 mil milhões de euros de que necessita para conseguir uma segunda tranche do empréstimo da troika.

"Nós não nos submeteremos à troika" ou "UE, FMI, fora" são algumas das frases ouvidas no protesto que levou três mil polícias para o centro de Atenas, o dobro do que tem sido habitual nestas ocasiões.

Em Fevereiro, as manifestações na Grécia ficaram marcadas por uma onda de violência que desencadeou vários incidentes em lojas e bancos.

O governo liderado por Antonis Samaras propôs cortes nas pensões e o aumento da idade da reforma para os 67 anos como forma de contenção da despesa pública, segundo a BBC.

A greve é organizada pelos dois maiores grupos sindicais do país que se dizem cansados de anos de medidas impostas pelos governos que não resultaram, de acordo com a CNN. "Estamos determinados a lutar" afirmou Costas Tsikrikas, líder da ADEDY, a união sindical que representa o sector público, ao "Ekathimerini".

O protesto está a condicionar o funcionamento do aeroporto, escolas e hospitais e levou a uma suspensão dos voos e dos comboios.

Milhares de manifestantes começaram a concentrar-se próximo do parlamento, levando as forças policiais a formar uma barricada junto ao mesmo. No local explodiram já "cocktails molotov" que obrigaram as autoridades a lançar gás lacrimogéneo, para dispersar os anarquistas.

Outros países da Europa têm visto a indignação pelas ruas este mês de Setembro. Em Portugal a manifestação de 15 de Setembro reuniu milhares de pessoas em vários pontos do país. Ontem foi a vez dos madrilenos mostrarem o seu desagrado num protestos que tomou proporções violentas, com 38 pessoas detidas e 64 feridas.
Ver comentários
Saber mais Grécia troika manifestação greve geral Antonis Samaras Atenas medidas de austeridade
Outras Notícias