Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Mapa: Portugal foi o sexto país da UE que menos cresceu no terceiro trimestre

A economia portuguesa cresceu acima da média da União Europeia, mas foi o sexto país que menos cresceu no terceiro trimestre. Os pesos pesados europeus estão todos a desacelerar.

  • Assine já 1€/1 mês
  • 12
  • ...
Alemanha, França e Itália são os três pilares da economia europeia por causa sua dimensão. E o PIB destes três países está a desacelerar fortemente: no terceiro trimestre, a economia alemã contraiu em termos trimestrais pela primeira vez em três anos, a economia italiana estagnou e a economia francesa pouco cresceu. O efeito combinado destes países levou a média europeia para mínimos de quatro anos, segundo os dados do Eurostat divulgados esta quarta-feira, 14 de Novembro.

A desaceleração foi particularmente intensa na Zona Euro com o PIB a travar 0,5 pontos percentuais do segundo trimestre para o terceiro. A média acabou por fixar-se nos 1,7% e a da União Europeia nos 1,9%. Portugal, apesar da travagem do consumo, conseguiu travar menos: desacelerou 0,3 pontos percentuais, fixando-se nos 2,1%, em termos homólogos.

Ou seja, a economia portuguesa cresceu acima da média europeia o que permite ao Ministério das Finanças escrever em comunicado, após a divulgação dos números, que se "mantém a tendência de convergência com a União Europeia e a Zona Euro". 

Contudo, as boas notícias ficam por aqui. Quando se compara o desempenho de Portugal com os restantes 19 países para os quais o Eurostat já tem dados, Portugal surge em sexto lugar no ranking dos países que menos cresce. O mesmo é dizer que há 14 Estados-membros a crescer mais, uma tendência que se tem vindo a verificar nos últimos anos. 

Por um lado, pode-se argumentar que a economia portuguesa precisa de crescer a um ritmo mais elevado para conseguir convergir realmente com a Europa, dado o atraso que acumulou. Por outro lado, existe o argumento de que há economias que entraram na União que estão a crescer a um ritmo mais elevado porque tinham um ponto de partida mais baixo, como foi o caso de Portugal no final do século passado.

No entanto, também há países com uma economia madura a crescer acima de Portugal. É o caso de Espanha (2,5%), Holanda (2,4%), Finlândia (2,3%) e Dinamarca (2,2%).

Prosseguindo na análise aos números, a avaliação do crescimento económico em cadeia, ou seja, do segundo para terceiro trimestre, não muda as conclusões. Nesse caso, Portugal também é o sexto país que menos cresce (0,3%), contabilizando os dois que registam uma contracção em cadeia (-0,2% na Alemanha e -0,4% na Lituânia). 

Quanto à desaceleração do segundo para o terceiro trimestre, Portugal regista a quarta maior desaceleração em cadeia ao passar de 0,6% para 0,3% (-0,3 pontos percentuais). Em termos homólogos, Portugal regista a oitava maior desaceleração (de 2,4% para 2,1%). 

No pelotão da frente, acelerando entre estes dois trimestres, está a Polónia (5,7%), a Letónia (5,5%) e a Hungria (5%). Fora desta análise - porque o Eurostat ainda não tem dados disponíveis - está a Estónia, Irlanda, Grécia, Croácia, Luxemburgo, Malta, Eslovénia e Suécia.
Ver comentários
Saber mais União europeia economia PIB europa economia europeia UE Zona euro
Outras Notícias