Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

PIB da Zona Euro acelera no arranque de 2019 com recuperação das maiores economias

A maior parte dos Estados-membros acelerou no primeiro trimestre deste ano, recuperando ligeiramente face à travagem do final do ano passado. Portugal cresceu acima da média europeia.

Bloomberg
Tiago Varzim tiagovarzim@negocios.pt 15 de Maio de 2019 às 10:29
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
A economia europeia cresceu 0,4% em cadeia durante o primeiro trimestre de 2019, acima dos 0,2% do quarto trimestre de 2018, segundo os dados divulgados esta quarta-feira, 15 de maio, pelo Eurostat, que confirmam a estimativa rápida

Em termos homólogos (face ao mesmo trimestre do ano passado), a evolução do PIB estabilizou nos 1,2% entre janeiro e março, o mesmo valor registado no trimestre anterior.

Apesar da recuperação, estes números confirmam que, em termos anuais, a economia europeia deverá desacelerar face ao ano passado. Na semana passada, a Comissão Europeia reviu em baixa a previsão para 1,2% este ano, abaixo dos 1,3% previstos anteriormente.

Já em 2018, o crescimento da Zona Euro travou de forma significativa para 1,8% (2,4% em 2017), principalmente por causa da desaceleração sentida no segundo semestre do ano. 

A aceleração foi generalizada entre os Estados-membros da Zona Euro, principalmente entre as maiores economias. Foi o caso da Alemanha - a maior economia da Zona Euro - cujo PIB do primeiro trimestre foi divulgado esta manhã. A economia alemã cresceu 0,4%, em cadeia, no primeiro trimestre de 2019, superando a estagnação que marcou o segundo semestre de 2018. 

Portugal também seguiu o mesmo caminho, tendo crescido tanto acima da média da Zona Euro como acima da média da União Europeia. 

A economia portuguesa cresceu 0,5% no primeiro trimestre de 2019 face ao quarto trimestre do ano passado (0,4%), com o investimento a dar gás ao passo que a procura externa líquida deu um contributo negativo ainda maior. Em termos homólogos, ou seja, face ao primeiro trimestre de 2018, o PIB aumentou 1,8%, acima dos 1,7% registados no quarto trimestre de 2018.

Em termos homólogos, a economia portuguesa foi a sexta que menos cresceu em termos percentuais, superando a Alemanha (0,1%), França (1,1%), Bélgica (1,1%), Itália (0,1%) e Áustria (1,4%) e igualando o Reino Unido (1,8%). Contudo, o Eurostat ainda não apresenta dados para sete Estados-membros da União Europeia.

No topo encontra-se a Hungria (5,2%), a Roménia (5,1%) e a Eslováquia (3,8%). Há vários países com crescimentos superiores a 2% e a 3%, mas dada a sua dimensão têm pouco peso na ponderação da média.

No caso do principal parceiro comercial de Portugal, a Espanha, a economia cresceu 2,4% em termos homólogos e 0,7% em cadeia, tendo ambos os indicadores acelerado face ao quarto trimestre de 2018.

No seu conjunto, os 28 Estados-membros da União Europeia cresceram 1,5%, em termos homólogos, no primeiro trimestre de 2019.
Ver comentários
Saber mais Zona Euro Estados-membros União Europeia economia pib
Mais lidas
Outras Notícias