Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Portugal pode perder 140 milhões com adiamento da ligação Porto-Vigo

Com o adiamento de dois anos da construção da ligação em alta velocidade entre Porto e Vigo, Portugal arrisca perder fundos comunitários de 140 milhões de euros.

Negócios negocios@negocios.pt 12 de Março de 2010 às 10:31
  • Partilhar artigo
  • 4
  • ...
Com o adiamento de dois anos da construção da ligação em alta velocidade entre Porto e Vigo, Portugal arrisca perder fundos comunitários de 140 milhões de euros.

O "Diário Económico" e o "Sol" avançam na edição de hoje, e citando fonte oficial da Comissão Europeia, que perante a opção do Governo, inscrita no Programa de Estabilidade e Crescimento, “a perda de co-financiamento europeu não pode ser afastada, embora não seja uma consequência automática”.

Na passada segunda-feira, em declarações à Lusa, o secretário de Estado dos Transportes garantiu que o adiamento das ligações Lisboa-Porto e Porto-Vigo não põe em causa os fundos comunitários atribuídos.

"Isto [o adiamento] não tem qualquer incidência em termos de financiamentos. Está dentro dos prazos para conseguirmos os financiamentos" comunitários, assegurou Correia da Fonseca.

O "Sol" recorda que Bruxelas aprovou 244 milhões especificamente para a ligação Porto-Vigo, dos quais 141 milhões se destinavam a Portugal.

O jornal refere ainda, citando a mesma fonte, que Portugal terá de enviar, até ao fim do mês, à agência europeia que gere o fundo RTE - redes transfronteiriças de transporte na Europa - um relatório anual sobre a execução do projecto da alta velocidade.

Qualquer pedido de adiamento será avaliado nos meses seguintes e "só após essa análise poderão ser determinadas as consequências", refere o "Sol" citando a mesma fonte oficial.
Ver comentários
Outras Notícias