Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Rajoy: "Não temos alternativas aos cortes"

O candidato do Partido Popular espanhol às eleições de Domingo diz que se for preciso "tomar medidas que não agradam é para ir preparando o futuro. Não há alternativas aos cortes". Mariano Rajoy espera ainda que o novo governo possa tomar posse antes do país se ver numa situação de ter de pedir ajuda externa.

Negócios negocios@negocios.pt 18 de Novembro de 2011 às 14:03
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
Mariano Rajoy, candidato do PP espanhol às eleições legislativas do próximo Domingo, em entrevista à rádio Onda Cero diz que em 2012 “provavelmente [a Espanha] vai crescer mais de 0,8%” e que “se há que tomar decisões que não agradam é para ir preparando o futuro. Não temos alternativas aos cortes”.

O candidato a chefe de Governo apontou ainda que a Espanha tem de fazer duas coisas “gerar confiança e fazer uma política económica”. A Espanha é um dos países que tem estado sob a mira dos mercados. Para Mariano Rajoy a Espanha dará “uma boa mensagem ao exterior se manifestar a sua vontade em mudar”.
O responsável do Partido Popular adianta ainda que, neste sentido, “a Espanha quer estar no euro. Este projecto político deve ser irreversível”.

“O euro impõe obrigações, como não gastar aquilo que não se tem, não viver acima das possibilidades” afirmou em entrevista à Onda Cero e assegura que Madrid “vai cumprir os seus deveres, como fez em 1998 quando entrou”.

Quanto às eurobonds, uma questão que a Alemanha sempre se mostrou desfavorável, Rajoy adianta que vê as vê "como um processo posterior ao que se está a passar. A Europa deve ser mais Europa do que está a ser nos dias de hoje”.

Antes o responsável tinha adiantado que é necessário apoiar os países em dificuldades mas esses países “devem cumprir com os seus compromissos”.

Mariano Rajoy garantiu ainda, à Onda Cero, que viu “vontade de Zapatero em manter um contacto permanente” e que “o governo [em gestão] vai defender os interesses do país” até à tomada de posse.

Quando questionado se o novo Executivo terá tempo para tomar posse antes da Espanha se veja numa situação em que seja forçada a procurar ajuda externa, Mariano Rajoy afirmou, segundo a agência de informação Bloomberg, “espero que sim”.
Ver comentários
Saber mais Partido Popular Espanha eleições legislativas austeridade Mariano Rajoy zapatero
Outras Notícias