Europa Mais dois refugiados chegam a Portugal esta quinta-feira

Mais dois refugiados chegam a Portugal esta quinta-feira

Na próxima quinta-feira, subirá para 26 o número de refugiados acolhidos por Portugal ao abrigo do Programa de Relocalização da UE, com a chegada de mais dois requerentes de asilo.
Mais dois refugiados chegam a Portugal esta quinta-feira
REUTERS
Liliana Borges 19 de janeiro de 2016 às 18:29

Portugal recebe esta quinta-feira, 21 de Janeiro, mais dois refugiados ao abrigo do Programa de Relocalização de Refugiados na União Europeia. Segundo um comunicado divulgado pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), tratam-se de dois jovens, uma cidadã da Eritreia e um iraquiano, que chegam da Grécia.

O primeiro grupo de refugiados chegou a Portugal a 17 de Dezembro e era composto por 24 refugiados provenientes da Eritreia, Sudão, Iraque, Síria e Tunísia, tendo já começado a ter aulas de português, sendo que está previsto o nascimento de um bebé em Maio.

Os dois refugiados que chegam a território luso esta quinta-feira serão acolhidos pela Câmara Municipal de Lisboa numa parceria com o JRS - Serviço Jesuíta aos Refugiados e aumenta para 26 o número de refugiados acolhidos em território nacional, ao abrigo do Programa de Relocalização da União EuropeiaPortugal, incluído na lista de países de acolhimento, deverá receber até 2017 cerca de 4.500 refugiados.

FMI pede rápida integração de refugiados

O anúncio chega no mesmo dia em que o Fundo Monetário Internacional (FMI) alertou a Europa para o "importante desafio" que o fluxo de migrantes representa para os seus mercados de trabalho, sublinhando a necessidade de medidas que acelerem a integração dos mesmos.

"A vaga de refugiados representa importantes desafios para a capacidade de absorção dos mercados de trabalho da União Europeia e para os sistemas políticos", pode ler-se na actualização do World Economic Outlook divulgada esta terça-feira, 19 de Janeiro, cita a Lusa.

"Medidas políticas que apoiem a integração de migrantes na força laboral são decisivas para atenuar as preocupações relativamente à exclusão social e aos custos fiscais de longo prazo", acrescenta. Um pedido já emitido por Bruxelas, no início de Janeiro. 

Durante 2015, mais de um milhão de migrantes procurou asilo na Europa, a maioria dos quais refugiados da guerra na Síria. Recorde os principais acontecimentos




pub

Marketing Automation certified by E-GOI