Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

União Europeia e Turquia retomam conversações sobre processo de adesão

A decisão formal só virá na quinta-feira, mas já é oficioso que a União Europeia (UE) e a Turquia vão reabrir negociações com vista à entrada dos turcos no projecto europeu. As negociações foram interrompidas há mais de três anos.

Reuters
David Santiago dsantiago@negocios.pt 21 de Outubro de 2013 às 18:22
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

Os ministros dos Negócios Estrangeiros europeus vão aprovar oficialmente, na próxima quinta-feira, a reabertura do processo de negociações para a entrada da Turquia na UE. O principal objectivo dos responsáveis europeus passa por dinamizar e acelerar as reformas democráticas e de respeito pelos direitos humanos na Turquia. O primeiro-ministro turco, Recep Erdogan, tem enveredado por políticas de cariz autoritário que afastaram ainda mais as posições entre Bruxelas e Ancara.

 

Depois de há mais de três anos as negociações de adesão terem sido interrompidas, as diferenças que dividiam Ancara e as principais cidades europeias acabaram por agudizar-se. As fragilidades da economia europeia, arrastada para uma crise financeira, fizeram resfriar as intenções turcas de entrada numa União que já não parece um bilhete de ida directa para o desenvolvimento e prosperidade.

 

Por outro lado, no preciso momento em que as posições estão mais afastadas, Erdogan argumenta com o poderio económico e predominância regional de Ancara. As premissas em jogo parecem antever uma negociação ainda mais ardilosa.

 

Em termos da “cúpula” europeia, à oposição da Alemanha e França, que sempre rejeitaram a entrada da Turquia no projecto europeu, junta-se agora a Holanda. Todavia, a UE deverá seguir uma argumentação sustentada nos protestos de rua, de Maio e Junho, contra a linha dura e autoritária seguida por Erdogan. A imensa contestação nas ruas das principais cidade do antigo Império Otomano, demonstraram que muitas das reformas prometidas ainda estão por fazer. Este será um argumento a favor das pretensões europeias.

 

O “Guardian” garante que “seria um grande passo” abrir as negociações com discussões sobre as reformas no “sistema judicial, direitos fundamentais, segurança e liberdade”.

Ver comentários
Saber mais Turquia UE Ancara Bruxelas
Outras Notícias