Europa União Europeia e o mundo: Quem produz mais riqueza, gasta mais dinheiro ou vive mais anos

União Europeia e o mundo: Quem produz mais riqueza, gasta mais dinheiro ou vive mais anos

Economia, população, transportes, alimentação e ambiente: ver o mundo e a Europa através destes cinco temas. Saiba quem produz mais riqueza, gasta mais dinheiro, vive mais anos ou polui mais.
União Europeia e o mundo: Quem produz mais riqueza, gasta mais dinheiro ou vive mais anos
Reuters
André Cabrita-Mendes 19 de setembro de 2014 às 12:31

A União Europeia bate os Estados Unidos na produção anual de riqueza. Já o Japão é o pais mais envididado do mundo, enquanto a Arábia Saudita é quem menos gasta.

 

Em termos demográficos, os coreanos são quem tem menos filhos, enquanto os sauditas são quem procria mais, enquanto a esperança média de vida no Japão é superior em 25 anos à registada na África do Sul.

 

Na Austrália, o modo favorito para viajar é o avião, enquanto no Japão o comboio é o eleito. Na alimentação, os coreanos são quem come mais peixe, com os australianos a produzirem a maior quantidade de leite.

 

É através de diferentes temas estatísticos que é possível avaliar, e comparar, a presença da União Europeia no mundo, face aos 20 países mais ricos (G20), segundo os dados divulgados esta sexta-feira, 19 de Setembro, pelo Eurostat.


Economia

 

A União Europeia produziu 23% da riqueza gerada em todo o mundo, um total de 56,6 mil milhões de euros em 2012. Esta percentagem supera os Estados Unidos (22%), a China (12%) e o Japão (8%).

 

Olhando para os últimos 10 anos, as economias dos 20 países mais ricos do mundo sofreram destinos diferentes: enquanto os países emergentes registaram taxas superiores, os mais desenvolvidos abrandaram.

 

A subida média anual mais acentuada do PIB registou-se na China (10%), seguida pela Índia (8%). A União Europeia teve uma média anual inferior a 2%, assim como o Japão, Estados Unidos e Canadá.

 

Analisando as finanças públicas, o Japão registou o maior défice em 2012 (10,1% do PIB), seguido pelos Estados Unidos (8,3%) e Índia (8%). Já o total dos estados-membros registaram um défice de 3,9% em 2012.

 

Em termos de dívida pública, os mais desenvolvidos registaram percentagens de endividamento mais elevados, enquanto os emergentes ficaram aquém destes valores.

 

A dívida dos europeus ascendeu a 85,2% do PIB da UE em 2012, com os valores mais elevados a registarem-se no Japão (238% do PIB), Estados Unidos (102,7%) e Canadá (85,3%). Os mais baixos observaram-se na Arábia Saudita (3,7%), Rússia (12,5%) e Indonésia (24,5%).


População

 

Com 505 milhões de habitantes, a União Europeia tem 7% do total da população mundial. A China é o país mais populoso do mundo (19% dos habitantes de todo o mundo), seguido pela Índia (18%), Estados Unidos (5%), Indonésia (4%) e Brasil (3%).

 

A esperança média de vida na Europa chegava aos 80 anos em 2011, ainda assim abaixo do Japão (83 anos), Austrália e Canadá (ambos com 82 anos), mas acima da África do Sul (58 anos) e Índia (65 anos).

 

A taxa de fertilidade mais elevada regista-se na Arábia Saudita (2,8 filhos por mulher) e Índia (2,5). As taxas mais baixas foram observadas na Coreia do Sul (1,2) e Japão (1,4), com a União Europeia a registar um valor de 1,6.

 

Em termos de mortalidade infantil, a União Europeia regista uma das mais baixas taxas face ao G20: 3,8 mortes por mil nascimentos. Taxas mais baixas só no Japão (2,2) e Coreia do Sul (3,3). As taxas mais elevadas observaram-se na Índia (43,8) e África do Sul (33,3).

 

Transportes

 

Nos caminhos-de-ferro, a União Europeia registou 814 passageiros-quilómetro viajado por habitante em 2011. Os valores mais elevados tiveram lugar no Japão (1.914 pkm), seguida da Rússia (978 pkm); os valores mais baixos registaram-se no México (4 pkm) e Arábia Saudita (11 pkm).

 

Na aviação, a Austrália foi o país com mais mais passageiros (2.872 por mil habitantes, seguido dos Estados Unidos (2.347), com a Índia (57 passageiros por mil habitantes) e a Argentina (233) a registarem os valores mais baixos.

 

Alimentação

 

As pescas e a produção de leite registam diferentes tendências em todo o mundo. Na produção de leite, a Austrália regista a maior produção (407,7 quilos por habitante), seguido dos Estados Unidos (285,7 quilos). E é nos países asiáticos que se regista a menor produção: Indonésia (5,5) e China (30,9).

 

Pelo contrário, em termos de pescado, a captura de peixe e as produções de aquacultura registam um valor mais elevado na Coreia do Sul (65,5 quilos per capita) e Indonésia (56). Já a Arábia Saudita regista o valor mais baixo (3,3), seguido da Índia e Brasil (ambos com 7,3).

 

Ambiente


Olhando para as emissões de dióxido de carbono, a União Europeia registou em 2010 uma emissão de 7,3 toneladas por habitante. Este valor é mais elevado que os observados na Índia (1,7 toneladas) e Indonésia (1,8 toneladas), mas mais baixo que nos Estados Unidos (17,6 toneladas) e Arábia Saudita (17).




pub

Marketing Automation certified by E-GOI