A carregar o vídeo ...
Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Zona Euro com défice público de 7,4% no primeiro trimestre. Dívida ultrapassou 100% do PIB pela primeira vez

Nos primeiros três meses do ano, o défice público da Zona Euro representou 7,4% do PIB, um recuo face aos dados do quarto trimestre de 2020, quando o défice público foi de 8,1%. Portugal agravou o défice público.

Bloomberg
Cátia Rocha catiarocha@negocios.pt 22 de Julho de 2021 às 11:19
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...
O défice público da Zona Euro atingiu os 7,4% do Produto Interno Bruto (PIB) no primeiro trimestre do ano, um recuo face aos anteriores 8,1% verificados no último trimestre de 2020, segundo dados revelados esta quinta-feira pelo Eurostat. Em termos homólogos, o défice da Zona Euro agravou-se, pressionado pela pandemia, já que nos primeiros três meses de 2020 era contabilizado um défice de 3%.

Já na União Europeia, o défice público atingiu os 6,8% do PIB, uma descida face aos 7,5% verificados no trimestre anterior. Ainda assim, na variação homóloga, trata-se de uma subida, já que no mesmo trimestre de 2020 o défice público ficou nos 2,9% do PIB.

"As receitas totais e os gastos continuaram a ser influenciados pelas políticas de resposta à pandemia de covid-19", explica o Eurostat, apontando que "muitos dos Estados-membros continuaram a registar um défice público".

Portugal registou um défice público ajustado de 5,3% no trimestre em análise, uma subida de 0,2 pontos percentuais face ao trimestre anterior. Na variação homóloga, o défice do primeiro trimestre compara com o défice de 0,5% verificado no primeiro trimestre de 2020.

Países como Malta, França e Espanha apresentaram os maiores défices no trimestre: no caso de Malta, o défice público chegou aos 9,8%; em França aos 9,3% e em Espanha aos 8,2%. Também países como a Hungria, República Checa ou Letónia contabilizam défices elevados, acima dos 8%.

O Luxemburgo (3%) e a Alemanha (0,3%) foram os únicos países que apresentaram excedentes nas contas públicas no primeiro trimestre do ano.

Dívida pública na Zona Euro ultrapassou 100% do PIB
No final do primeiro trimestre, a dívida pública da Zona Euro atingiu os 100,5% do PIB, ultrapassando pela primeira vez os 100%. No quarto trimestre de 2020 este rácio já tinha chegado aos 97,8% do PIB. Há um ano, a dívida pública situava-se nos 86,1% do PIB.

Na comparação com o último trimestre de 2020, o Eurostat refere que 23 Estados-membros registaram aumentos na dívida, com as maiores subidas registadas em Chipre (subida de 6,5 p.p), República Checa (aumento de 6,3 p.p), Espanha (mais 5,3 p.p), Eslovénia (aumento de 5,2 p.p), Bélgica (subida de 4,4 p.p) e em Malta e Itália (ambas com aumento de 4,2 p.p). Apenas a Lituânia e a Dinamarca viram a dívida pública reduzir. Portugal registou a décima maior mudança na variação entre o trimestre anterior, com uma subida de 3,5 pontos percentuais.

No caso de Portugal, a dívida pública é a terceira mais elevada neste trimestre (137,2% do PIB), apenas ultrapassada pela Grécia (209,3%) e Itália (160% do PIB).
Ver comentários
Saber mais Zona Euro PIB Estados-membros Eurostat
Outras Notícias