Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Merkel: Desemprego jovem “não pode ser resolvido de um dia para o outro”

A chanceler alemã anunciou que discutiu políticas de promoção do emprego jovem, mas avisou que os efeitos não serão sentidos no imediato. Medidas discutidas com homólogos do Sul podem ser implementadas sem depender do dinheiro que existe para a ajuda.

Thomas Peter/Reuters
Hugo Paula hugopaula@negocios.pt 03 de Julho de 2013 às 20:27
  • Assine já 1€/1 mês
  • 20
  • ...

Angela Merkel, chancelar do governo alemão, anunciou que esteve num encontro com o primeiro-ministro português, italiano e o presidente francês para discutir medidas que possam estimular o emprego, sem depender do dinheiro existente para ajuda.

 

“Conscientemente não abordámos o dinheiro à nossa disposição, mas sim as medidas que podemos implementar para que mais jovens tenham oportunidades de emprego”, afirmou Merkel à imprensa, depois de um encontro com Pedro Passos Coelho, Enrico Letta e François Hollande. “Temos de dizer claramente que este problema não pode ser resolvido de um dia para o outro”, acrescentou.

 

Na semana passada, o Conselho Europeu aprovou seis mil milhões de euros destinados a promover a criação de emprego jovem na União Europeia. O desemprego jovem dos menores de 25 anos cresceu para 23,9% em Maio, na Zona Euro. Em Portugal, essa taxa é de 42,1%, aquém de 56,2% em Espanha e 59,2% na Grécia.

 

Passos Coelho deslocou-se a Berlim apesar da crise política dos últimos dois dias, que foi desencadeada pelo pedido de demissão de Paulo Portas do cargo de ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros.

 

Na terça-feira à noite, véspera do encontro de líderes europeus, Merkel atribuiu responsabilidades aos ricos dos países em dificuldades, dizendo que se estes estivessem “mais envolvidos” na recuperação da economia dos seus países existiria mais emprego. Por outro lado, criticou medidas tomadas por alguns países na área da flexibilização laboral por serem aplicadas apenas aos jovens e não a pessoas que se encontram há mais tempo no mercado. 

Ver comentários
Saber mais emprego jovens emprego jovem estímulo economia
Outras Notícias