Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Ministro dos Negócios Estrangeiros britânico vota saída da UE, se não houver reformas

O ministro dos Negócios Estrangeiros do Reino Unido disse hoje estar disposto a votar a favor do corte dos vínculos à União Europeia (UE) no referendo britânico sobre a Europa, se não houver reformas na comunidade.

Bloomberg
Negócios 20 de Julho de 2014 às 16:25
  • Assine já 1€/1 mês
  • 6
  • ...

 

 

Philip Hammond, político eurocéptico que assumiu a política externa do Reino Unido na terça-feira, acredita que os britânicos vão votar pela saída da UE, a menos que a União aceite concretizar alterações.

 

O primeiro-ministro, o conservador David Cameron, prometeu a realização de uma consulta sobre a permanência ou saída da UE para final de 2017, se o seu partido ganhar as eleições previstas para maio de 2015.

 

Em declarações à cadeia televisiva BBC hoje, Philip Hammond disse que os poderes devem voltar para os Estados nacionais e acrescentou que a sua posição sobre a UE não mudou, apesar de ser agora ministro dos Negócios Estrangeiros, referindo-se ao seu eurocepticismo.

 

O ministro disse não ter mudado de ideias, pelo que vai votar pela quebra dos laços com Bruxelas "se não houver mudança alguma na forma como a Europa é governada, sem alterações no equilíbrio de competências entre os Estados nacionais e a UE".

 

"Tem de haver uma mudança, tem de haver uma renegociação", defendeu Philip Hammond, que foi ministro da Defesa até terça-feira.

 

David Cameron pretende avançar com reformas em áreas como a Justiça e a imigração antes de convocar o referendo.

Ver comentários
Saber mais Philip Hammond Reino Unido David Cameron
Outras Notícias