Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Ministros das Pescas da UE debatem impasse nas negociações com Londres para o Atlântico

Sob a presidência do ministro Ricardo Serrão Santos, os ministros das Pescas da União Europeia (UE) vão analisar o estado das negociações com Londres sobre os totais admissíveis de capturas (TAC) para 2021 nas unidades populacionais ('stocks') partilhados entre o bloco europeu e o Reino Unido, estendendo-se até 2022 nas unidades populacionais de profundidade.

Pedro Noel da Luz/Correio da Manhã
Lusa 20 de Março de 2021 às 12:48
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
Os ministros das Pescas da UE reúnem-se na segunda e terça-feira, em Bruxelas, para debater o provável impasse nas negociações com Londres sobre as possibilidades de pesca no Atlântico Nordeste e a renovação do plano de contingência.

Sob a presidência do ministro Ricardo Serrão Santos, os ministros das Pescas da União Europeia (UE) vão analisar o estado das negociações com Londres sobre os totais admissíveis de capturas (TAC) para 2021 nas unidades populacionais ('stocks') partilhados entre o bloco europeu e o Reino Unido, estendendo-se até 2022 nas unidades populacionais de profundidade.

"É possível que não haja acordo até dia 31 de março", disse fonte diplomática, data em que caducam os TAC provisórios e que deverá levar a Comissão Europeia a avançar com uma renovação do plano de contingência, para não interromper as atividades dos pesqueiros da UE.

Dada a importância da questão, a reunião será presencial e não por videoconferência, adiantou a mesma fonte.

Em dezembro de 2020, o Conselho da UE fixou TAC provisórios de três meses para 'stocks' partilhados com o Reino Unido (mais de 100) e com a Noruega no Atlântico e no Mar do Norte.

Entretanto, na terça-feira, foi alcançado um acordo sobre os TAC no Mar do Norte, negociado com o Reino Unido e a Noruega, ficando assim em aberto as capturas no Atlântico Nordeste e águas adjacentes.

A Comissão Europeia está mandatada pelos Estados-membros para negociar com o Reino Unido as possibilidades de pesca, tendo Serrão Santos apresentado no dia 03 uma proposta de compromisso que tinha como objetivo fechar rapidamente o acordo.

Em 24 de dezembro de 2020, a UE e o Reino Unido chegaram a um acordo sobre a relação comercial pós-'Brexit' que prevê, no domínio das pescas, um período de transição até junho de 2026, durante o qual as frotas europeias mantêm acesso às águas britânicas, mas transferem 25% das capturas.

Estas capturas são fixadas anualmente e a cada dois anos para as unidades populacionais de águas profundas.

A condução das negociações de TAC e quotas no pós-Brexit é uma das prioridades da presidência portuguesa do Conselho da UE no setor das Pescas.

Ver comentários
Saber mais Pescas Conselho da UE Ricardo Serrão Santos Reino Unido Comissão Europeia Noruega Mar do Norte TAC
Outras Notícias