União Europeia Moody's corta 'rating' dos dois fundos de resgate da Zona Euro

Moody's corta 'rating' dos dois fundos de resgate da Zona Euro

A agência de notação financeira Moody's cortou hoje o 'rating' atribuído aos dois fundos de resgate da União Europeia, em um nível cada um, uma decisão que surge depois da queda da notação de França.
Moody's corta 'rating' dos dois fundos de resgate da Zona Euro
Bloomberg
Lusa 01 de dezembro de 2012 às 01:07

Em comunicado hoje emitido, a Moody's afirma que baixou as notas do Mecanismo Europeu de Estabilidade (MEE) e do Fundo Europeu de Estabilização Financeira (FEEF). Nos dois casos, o corte foi de Aaa para Aa1 e as perspectivas são "negativas", o que significa que a agência poderá efetuar novos cortes no curto prazo.

Além da degradação do corte recente da nota de França, para Aa1, a Moody's argumenta esta decisão com a "forte correlação", em termos de risco de crédito, dos principais apoios financeiros dos dois fundos de resgate.

"O risco e a notação do MEE e do FEEF estão estreitamente ligados à dos seus principais apoios", explica a Moody's, referindo que França é o segundo país que mais contribui para os dois fundos.

A contribuição de Paris, que perdeu o triplo A a 19 de Novembro, para o MEE ascende aos 20,4%, logo atrás da de Berlim, cujo 'rating' é AAA, que é de 27,1%.

A agência sublinha ainda que os dois fundos continuam com uma avaliação boa, uma vez que continuam a beneficiar de quantias importantes de capitais mobilizados pelos Estados contribuintes e dos 'ratings' elevados destes Estados, cuja nota média é Aa1.

Em consequência desta decisão, a Moody's indica que os títulos de dívida emitidos pelo FEEF vão ser reduzidos em um nível, passando de Aaa para Aa1.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI