União Europeia Mota Soares: "Estamos a definir internamente como podemos ajudar" os refugiados

Mota Soares: "Estamos a definir internamente como podemos ajudar" os refugiados

O Ministro da Solidariedade, Emprego e Segurança Social salientou que qualquer resposta ao problema colocado pelos milhares de refugiados que estão a chegar à Europa "tem que ser integrada a nível europeu".  
Mota Soares: "Estamos a definir internamente como podemos ajudar" os refugiados
Miguel Baltazar/Negócios
Alexandra Noronha 15 de setembro de 2015 às 16:12

Mota Soares diz que já está a trabalhar numa solução para acolher refugiados em Portugal, ainda que a Europa não tenha tomado nenhuma decisão quanto ao assunto, nomeadamente das quotas de cada país.

 

O ministro da Solidariedade, Emprego e Segurança Social, que esteve esta terça-feira no Porto, num debate promovido pelo International Club of Portugal, salientou que Portugal apoiou uma proposta para a recolocação de 120 mil refugiados, proposta essa que acabou por ser adiada, dada a falta de entendimento entre os diferentes países europeus.

 

"Não houve uma solução. Vamos continuar a trabalhar porque a resposta tem que ser integrada ao nível europeu. Estamos é a definir internamente como podemos ajudar estas pessoas visando uma integração" , que incluirá, segundo o governante, formas de ajudar a desenvolver Portugal.

 

Questões prioritárias passam pela educação e o ensino da língua, salientou Mota Soares, assim como o emprego. "Até ao final do mês podemos ter uma resposta concreta sobre a nossa capacidade", acredita o ministro, que já se reuniu com responsáveis por este apoio.

 

As quotas para os refugiados não têm sido pacíficas entre os países europeus. Alguns reintroduziram mesmo controlos nas fronteiras, para tentarem controlar a vaga de refugiados.

 

 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI