Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

O que se sabe sobre os atentados em Bruxelas até às 19:00

Depois de ter sido apontado o papel dos irmãos El Bakraoui nos atentados, sabe-se agora que Ibrahim El Bekraoui foi detido na Turquia e deportado para a Holanda em Junho passado. Entretanto, a Comissão Europeia definiu prioridades no combate ao terrorismo.

Reuters
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...
Um dia depois dos atentados em Bruxelas, as autoridades belgas já confirmaram que os irmãos El Bakraoui são dois dos responsáveis pelos atentados. Frédéric Van Leeuw, procurador belga, confirmou em conferência de impresa, que decorreu por volta das 12:00 (hora de Lisboa) que Ibrahim El Bekraoui se fez explodir no aeroporto, enquanto o seu irmão, Khalid, foi o responsável pela explosão no metro. O responsável pela segunda explosão, segundo o jornal Le Monde, é Najim Laachraoui. 

Ibrahim El Bakraoui (ao centro) e Najim Laachraoui (à esquerda) foram os bombistas suicidas do aeroporto. O irmão de Ibrahim fez-se explodir no metro. O terceiro homem na foto continua por identificar
Ibrahim El Bakraoui (ao centro) e Najim Laachraoui (à esquerda) foram os bombistas suicidas do aeroporto. O irmão de Ibrahim fez-se explodir no metro. O terceiro homem na foto continua por identificar Reuters


O presidente turco Recep Tayyip Erdogan adiantou esta quarta-feira em conferência de imprensa que um dos perpetradores dos atentados terroristas em Bruxelas – posteriormente identificado pela presidência turca como Ibrahim El Bakraoui, que se fez explodir no aeroporto de Zaventem - foi detido na Turquia em Junho do ano passado e deportado para a Holanda.

Segundo Erdogan, as autoridades belgas e holandesas foram alertadas de que este se tratava de um terrorista. "Apesar dos nossos alertas de que esta pessoa era um terrorista estrangeiro, a Bélgica não conseguiu estabelecer ligações entre este e o terrorismo", acrescentou, citado pelo The Independent.


Além disso, o terceiro elemento nas imagens de CCTV, publicadas ontem pelas autoridades, e que está vestido de branco, não foi ainda identificado e continua a ser procurado pelas autoridades.



Na Argentina, país onde está de visita o presidente dos EUA, Barack Obama, este garantiu que a derrota do autoproclamado Estado Islâmico (ISIS) é uma "prioridade", e exortou a comunidade internacional a unir-se em torno deste objectivo, de acordo com o jornal The New York Times.

Na sequência de um encontro com o presidente da Argentina, Mauricio Macri, Obama garantiu que "os Estados Unidos vão continuar a oferecer toda a assistência possível para investigar estes ataques e levar os seus autores à justiça". "A minha prioridade é derrotar o ISIS e eliminar o flagelo deste terrorismo bárbaro que ocorre em todo o mundo". Obama reconheceu porém que "é um trabalho difícil". "O mundo tem de estar unido contra o terrorismo e podemos e vamos derrotar aqueles que ameaçam a segurança e a protecção não só do nosso próprio povo, mas das pessoas de todo o mundo. Essa é uma prioridade máxima para nós", reforçou.

Além disso, o secretário de Estado norte-americano John Kerry vai viajar para a Bélgica esta sexta-feira com o propósito de manifestar o apoio dos EUA às investigações em curso sobre os atentados desta terça-feira, informou um porta-voz do Departamento de Estado norte-americano. A informação foi divulgada depois de Kerry aterrar esta quarta-feira em Moscovo, onde discutirá com Putin o conflito na Síria e na Ucrânia, escreve a Reuters. Na agenda do secretário de Estado está um encontro com autoridades belgas e europeias em Bruxelas. 

Transportes


No que diz respeito aos transportes em Bruxelas, as autoridades belgas divulgaram a informação de que o metro da capital encerrou pelas 19:00 horas locais - 18:00 em Lisboa.


Reunião extraordinária

Os ministros da Justiça e da Segurança da União Europeia reúnem-se amanhã, 24 de Março, num encontro extraordinário, na capital belga, após os atentados.

Por outro lado, esta tarde, em Bruxelas, o primeiro-ministro de França, Manuel Valls, voltou a apelar ao Parlamento Europeu que aprove o registo dos nomes dos passageiros (PNR na sigla original). E a Comissão Europeia revelou, entretanto, que a implementação de uma série de "acções relevantes" já lançadas pela instituição precisa ser acelerada para assegurar uma mais eficiente resposta à ameaça terrorista.

Jogo amigável em Portugal

O jogo particular de futebol entre as selecções de Portugal e da Bélgica, de preparação para o Euro2016, estava inicialmente marcado para o estádio Rei Balduíno, em Bruxelas, mas foi cancelado depois de a Câmara Municipal local não ter autorizado a realização do evento.

De acordo com a Lusa, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, vai assistir ao jogo particular de futebol entre as selecções de Portugal e da Bélgica, na terça-feira em Leiria.

A cidade de Bruxelas, no coração da Europa, foi alvo esta terça-feira de dois ataques terroristas. Explosões no aeroporto de Zaventem e no metro de Maelbeek provocaram 31 vítimas mortais e 300 feridos, dos quais 150 se mantêm hospitalizados,  61 destes em estado crítico, escreve o the Guardian, citando as informações mais recentes veiculadas pela ministra da Saúde belga Maggie de Block.

A cidade está em alerta máximo, o autoproclamado Estado Islâmico já reivindicou o ataque, e em Bruxelas está em curso uma caça ao homem. A madrugada foi de rusgas e as autoridades começaram a avançar esta quarta-feira com as identidades dos bombistas suicidas. 



Ver comentários
Saber mais atentados em Bruxelas terrorismo Najim Laachraoui Estado Islâmico
Mais lidas
Outras Notícias