União Europeia Passos quer evitar "excessos de dramatização" mas diz que Brexit não pode ser desvalorizado

Passos quer evitar "excessos de dramatização" mas diz que Brexit não pode ser desvalorizado

O presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, reiterou hoje confiança no projecto europeu após o referendo no Reino Unido, declarando que se devem evitar "excessos de dramatização", apesar de a saída britânica não poder ser desvalorizada.
Passos quer evitar "excessos de dramatização" mas diz que Brexit não pode ser desvalorizado
Lusa 24 de junho de 2016 às 18:13

"Devemos evitar nesta altura quer excessos de dramatização quer a pura desvalorização da decisão do referendo britânico", vincou Pedro Passos Coelho, comentando a vitória do Brexit no referendo no Reino Unido.

 

O presidente social-democrata falava em conferência de imprensa na sede do partido, na Lapa, em Lisboa, e, sublinhando a "decisão soberana" dos britânicos, declarou "convicção" nos líderes europeus, e também na liderança britânica, para uma resposta "à altura da decisão hoje tomada".

 

"Hoje é importante reafirmar que, como portugueses, estamos convictamente na Europa e no projecto europeu. Ele tem representado para Portugal uma esperança de modernização, progresso e estabilidade e creio que essa é a forma como os portugueses, de modo geral, encaram a nossa pertença europeia", declarou o líder do PSD e antigo primeiro-ministro.

 

Os eleitores britânicos decidiram em referendo que o Reino Unido vai sair da União Europeia (UE), depois de o Brexit (saída da UE) ter conquistado 51,9% dos votos. O primeiro-ministro britânico, David Cameron, anunciou já a sua demissão com efeitos em Outubro. 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI