Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Portas quer promessas cumpridas e Juncker na presidência da Comissão Europeia

O líder do CDS-PP, Paulo Portas, disse hoje esperar que Jean-Claude Juncker, um "democrata-cristão puro e duro", seja o próximo presidente da Comissão Europeia, como foi apontado na campanha eleitoral para o último sufrágio europeu.

Sábado
Lusa 16 de Junho de 2014 às 21:23
  • Assine já 1€/1 mês
  • 9
  • ...

"Eu, como membro do PPE, dou fé e dou credibilidade àquilo que todos dissemos em campanha eleitoral: se o PPE ganhasse, o presidente natural da Comissão Europeia seria Jean-Claude Juncker", declarou Portas aos jornalistas no Algarve, à margem de um jantar que marca o final do primeiro dia de trabalhos das "jornadas de estudo" do Partido Popular Europeu (PPE) em Portugal.

 

O líder do CDS e vice-primeiro-ministro definiu Juncker como um homem de Estado "com muita experiência, um democrata-cristão puro e duro que se preocupa com questões sociais, e ainda por cima um amigo de Portugal".

 

"Espero que todos respeitem o que foi dito em campanha eleitoral", reforçou Paulo Portas.

 

Os líderes das principais bancadas políticas no Parlamento Europeu reafirmaram na semana passada o seu apoio à candidatura de Jean-Claude Juncker à sucessão de Durão Barroso na presidência da Comissão Europeia, ameaçando com uma crise institucional caso a escolha seja outra.

 

"Há um apoio crescente a Jean-Claude Junker a todos os níveis", disse Manfred Weber, o novo líder da bancada do Partido Popular Europeu (PPE, que integra o PSD e o CDS), que continua a ser a que reúne mais eurodeputados no hemiciclo europeu, após as eleições que terminaram a 25 de maio.

 

O PPE realiza entre hoje e quarta-feira umas "jornadas de estudo" sobre crescimento e emprego, nas quais participarão, entre outros, o presidente da Comissão Europeia, do Conselho Europeu e o ministro das Finanças alemão.

 

Nesta iniciativa, que decorre durante três dias no Algarve, denominada "Crescimento e Emprego - Estratégia para 2014/2019", discursarão também o primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, o vice-primeiro-ministro, Paulo Portas, a ministra das Finanças, Maria Luís Albuquerque, além de vários chefes de Governo europeus e eurodeputados.

 

Ver comentários
Saber mais Comissão Europeia Jean-Claude Juncker Partido Popular Europeu Paulo Portas Parlamento Europeu
Outras Notícias