União Europeia UE prepara-se para dar mais três meses ao Reino Unido

UE prepara-se para dar mais três meses ao Reino Unido

A União Europeia deverá propor uma extensão da data para o Brexit para 31 de janeiro, de acordo com um documento a que a Bloomberg teve acesso.
UE prepara-se para dar mais três meses ao Reino Unido
Sara Antunes 27 de outubro de 2019 às 22:31

O Reino Unido terá mais três meses para conseguir fechar um acordo interno que permita concluir o acordo com a União Europeia para a sua saída da região. Bruxelas deverá dar até 31 de janeiro para que se realize o Brexit, de acordo com um esboço de uma proposta que será discutida esta segunda-feira, 28 de outubro, por representantes da UE, segundo a Bloomberg.


Esta era já a expectativa gerada na semana passada, quando os países aceitaram o pedido de extensão, deixando apenas pendente a sua duração. 

Apesar de ser concedido mais um período de três meses, a proposta em cima da mesa deixa aberta a possibilidade de o Reino Unido sair mais cedo, a 30 de novembro ou a 31 de dezembro. Isto se entretanto os deputados britânicos conseguirem aprovar um acordo que tenha o aval dos outros países da UE.

 

A proposta em causa exclui a possibilidade de uma renegociação do acordo de saída. Acordo esse que foi aprovado pelos estados-membros na última cimeira e que inclui uma fronteira aduaneira no Mar da Irlanda.

 

O acordo mereceu também votos favoráveis no Parlamento britânico, mas o calendário para a aprovação da legislação necessária para o Reino Unido poder implementar o acordo foi chumbado pelos deputados, pelo que deixou de ser possível que o Brexit ordeiro fosse concretizado no dia 31 de outubro.

 

Este contexto obrigou Boris Johnson a pedir um novo adiamento do prazo para o Brexit – um documento que o primeiro-ministro enviou a Bruxelas sem assinar, mostrando a sua contrariedade -, o que já foi aceite pelos países. Contudo, ficou por esclarecer por quanto tempo seria este novo adiamento, com Bruxelas a remeter para esta semana a decisão.

 

A Bloomberg adianta que os diplomatas europeus deverão reunir-se às 10:00 em Bruxelas para discutir esta proposta de adiamento, sendo possível que, à semelhança do que se passou na semana passada, nem todos os países concordem. O presidente francês, Emmanuel Macron tem-se oposto a um novo adiamento do Brexit por mais três meses, defendendo que mais um mês será suficiente.

 

Segunda-feira deverá ser também marcada pela votação no Parlamento britânico de uma proposta de Johnson para que se realizem eleições antecipadas no dia 12 de dezembro. Sendo que esta proposta dificilmente será aprovada.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI