Zona Euro Alemanha devia sair da Zona Euro, defende Roland Berger

Alemanha devia sair da Zona Euro, defende Roland Berger

O fundador da consultora multinacional advoga, em entrevista ao Handelsblatt, que a saída dos germânicos do bloco dos 19 poderia salvar União Europeia.
Alemanha devia sair da Zona Euro, defende Roland Berger
Paulo Zacarias Gomes 13 de dezembro de 2016 às 19:24
Roland Berger, o fundador da consultora internacional com o mesmo nome, defende que a Alemanha devia sair da Zona Euro como forma de salvar toda a União Europeia, argumentando que essa exclusão poderia ser mais "lógica" para preservar o projecto comunitário.

"Não devíamos pensar tanto se a Grécia deve ou não ser salva. (...) Em vez disso, devemos ponderar se é ou não mais lógico para a Alemanha deixar a Zona Euro para preservar a União Europeia como um todo," afirmou o consultor ao jornal alemão Handelsblatt.

Na ausência de vontade para implementar a desvinculação da Zona Euro, o especialista de origem alemã propõe um outro cenário, não menos polémico: a transferência financeira entre os países da união económica e monetária, à semelhança do que acontece entre os estados federados alemães.

Berger responsabiliza Berlim e o seu excedente orçamental pelos desequilíbrios verificados entre os Estados-membros da moeda única e diz que é preciso pensar em soluções radicais para que a Europa se salve da "condição catastrófica" criada pela própria divisa.

O consultor reconhece ainda que a política monetária de juros baixos e a estratégia de compra de activos do Banco Central Europeu é má para a Alemanha, mas que é positiva para 75% dos Estados-membros, em particular os países do Sul da Europa.



pub

Marketing Automation certified by E-GOI