Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Dijsselbloem diz que acordo com a Grécia tem de ser fechado no Eurogrupo de sábado

O Eurogrupo vai voltar a reunir-se este sábado. A hora do encontro está agendada para as 16h. Dijsselbloem já disse hoje que o acordo com a Grécia tem de ser fechado amanhã.

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 26 de Junho de 2015 às 10:16
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...

Os ministros das Finanças da Zona Euro vão voltar a reunir-se este sábado, 27 de Junho, às 16h, hora de Lisboa. Depois de múltiplas reuniões nos últimos dias, este encontro de sábado está a ser assumido como vital para se chegara a um acordo.

 

O acordo tem de ser fechado amanhã "pela simples razão de que precisa de ser aprovado nos parlamentos, primeiro na Grécia, e depois por vários estados-membro. Também na Holanda teremos de ter um debate", afirmou Jeroen Dijsselbloem, presidente do Eurogrupo, citado pela imprensa.

 

"O mês termina na terça-feira à noite", data limite para a Grécia reembolsar o Fundo Monetário Internacional (FMI) em cerca de 1,6 mil milhões de euros. "No sábado à noite isto tem de estar concluído", sublinhou aos jornalistas, citado pela Bloomberg.

 

O responsável reiterou que é preciso encontrar um pacote de medidas que passem muito mais "por reformas do que por cortes orçamentais."

 

Esta posição foi ainda ontem defendida por mais responsáveis europeus. De acordo com a Bloomberg, Angela Merkel, chanceler alemã, bem como os restantes líderes da União Europeia, terão dito aos seus ministros das Finanças para desbloquearem as negociações entre a Grécia e as instituições internacionais. "Sábado assumiu uma importância significativa porque o tempo é pouco", afirmou Merkel na madrugada desta sexta-feira aos jornalistas em Bruxelas. Os líderes europeus, acrescentou citada pela agência Bloomberg, "acordaram que tudo tem de ser feito para que seja encontrada uma solução no sábado".

No fim do primeiro dia do Conselho Europeu, Donald Tusk disse esperar que o Eurogrupo de sábado conclua o processo de negociações entre a Grécia e os seus credores, não antevendo outra cimeira europeia sobre esta questão. Já Juncker revelou estar cansado e que não se tomam boas decisões nessas circunstâncias.

E já hoje o primeiro-ministro italiano disse acreditar que este sábado é o "dia final" para um acordo entre Atenas e os credores. "Apoiamos os esforços de Alexis Tsipras e do seu Governo para chegar a um acordo com as instituições europeias", afirmou Matteo Renzi, citado pelo The Guardian. "Ao mesmo tempo, estamos conscientes de como é importante para todos que a Grécia permaneça na Zona Euro. Estimo que sábado seja o dia final e estou certo de que podemos chegar a um acordo".

Ontem decorreu o quarto Eurogrupo no espaço de uma semana, com a Grécia a ser sempre o tema de fundo. O acordo não aconteceu e os ministros das Finanças aguardam agora que Atenas apresente novas propostas. Recorde o dia de ontem, através do minuto-a-minuto do Negócios.

Ver comentários
Saber mais Jerome Dijsselbloem Eurogrupo Grécia Angela Merkel União Europeia política
Mais lidas
Outras Notícias