Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Elisa Ferreira diz que continuação da austeridade pode levar ao fim do euro

A eurodeputada socialista Elisa Ferreira considerou hoje que a continuidade da agenda europeia de austeridade será "o fim da moeda única", classificou como "essencial" a manutenção da Grécia na zona euro e pediu o "desmantelamento" da troika.

Lusa 06 de Junho de 2015 às 03:22
  • Partilhar artigo
  • 2
  • ...

Estas posições foram assumidas pela antiga ministra dos governos liderados por António Guterres, na última intervenção do primeiro de dois dias da Convenção Nacional do PS, no Coliseu dos Recreios, em Lisboa.

 

"A continuidade desta agenda europeia será o fim da moeda única", advertiu, referindo-se então à possibilidade concreta de a Grécia sair da zona euro e do crescimento de fenómenos populistas anti-europeus em vários Estados-membros.

 

Elisa Ferreira afirmou ser plenamente favorável aos interesses nacionais a manutenção da Grécia na zona euro e criticou o actual Governo português, dizendo que Portugal "tem de definir os seus interesses enquanto sociedade e enquanto país".

 

"A obediência implícita ou explícita a esta agenda europeia é não só uma infantilidade, mas também uma pura manifestação de incompetência", declarou.

 

Num discurso com críticas duras à Comissão Europeia, enquanto foi liderada pelo ex-primeiro-ministro Durão Barroso, Elisa Ferreira defendeu que a moeda única criou "um pequeno grupo de ganhadores, a Alemanha e poucos mais, e um grande grupo de perdedores, em especial toda a Europa do sul".

 

"A direita tenta vender uma história de sucesso sobre o percurso destes últimos anos, com a desvalorização da desgraça grega, legitimando os ganhos dos ganhadores com o argumento da virtude e as perdas dos perdedores com o argumento do pecado", disse, recebendo palmas dos delegados socialistas.

 

Ver comentários
Outras Notícias