Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Governo francês aprova plano orçamental para os próximos três anos

A redução do défice orçamental será mais lenta do que inicialmente previsto pelo Executivo francês. As estimativas incluídas no documento apontam para um défice de 3,8% do PIB, em 2014, e de 3% no próximo ano. As previsões económicas do Governo são, no entanto, consideradas demasiado optimistas.

Ana Luísa Marques anamarques@negocios.pt 23 de Abril de 2014 às 13:26
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

O documento orçamental para 2014, 2015 e 2016, submetido esta quarta-feira, 23 de Abril, a Bruxelas, prevê um crescimento do produto interno bruto de 1% este ano, 1,7% em 2015 e 2,25% em 2016 e 2017.

 

Com base neste cenário, o défice orçamental do país deverá atingir os 3,8% em 2014 e os 3% no ano seguinte. Estes valores representam uma revisão em alta face às anteriores previsões que apontavam para um défice de 3,6% este ano e de 2,8% no próximo.

 

A agência Reuters recorda que o governo francês, agora liderado por Manuel Valls, "abandonou formalmente" a intenção, manifestada pelo Presidente François Hollande, de equilibrar o défice orçamental em 2017.

 

O documento orçamental apresentado hoje pelo Executivo assenta, no entanto, em previsões económicas demasiado optimistas, alerta o Conselho de Finanças Públicas francês (High Council of Public Finances).

 

As previsões para 2014 "são realistas" mas as estimativas para 2015 estão sujeitas a "diversos riscos". "O cenário macroeconómico apresentado pelo Governo [para 2015] é composto por diversas fraquezas e está sujeito a diversos riscos", destaca o Conselho de Finanças Públicas francês. Em relação as estimativas de 2016 e 2017 – 2,25% nos dois anos – esta entidade considera que são "optimistas". 

Ver comentários
Saber mais Bruxelas Manuel Valls François Hollande
Outras Notícias