Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Grécia suspende temporariamente emissões da TV e rádio públicas

Governo grego vai avançar com a reestruturação da TV e rádio do Estado que empregam quase três mil funcionários. As emissões serão temporariamente suspensas nesta quarta-feira. Nova empresa abrirá no lugar da actual ERT, com menos funcionários.

Negócios 11 de Junho de 2013 às 17:11
  • Assine já 1€/1 mês
  • 29
  • ...

O governo grego vai fechar a emissora pública de televisão e rádio do país, a ERT, e reabri-la com menos funcionários, noticia o jornal “Kathimerini” na sua edição online.

A ERT, segundo a mesma fonte, emprega actualmente 2.800 trabalhadores, sendo a intenção do Governo privilegiar saídas voluntárias ou reformas antecipadas. A RTP, congénere portuguesa, empregará cerca de 2.200 pessoas.

 

Segundo a Associated Press, que cita o porta-voz do Governo Simos Kedikoglou, as emissões serão temporariamente suspensas  amanhã, quarta-feira, até que a nova empresa reabra, o que acontecerá "o mais rapidamente possível". Não está claro se isso significa horas, dias ou meses.

"A ERT é um caso de extraordinária falta de transparência e esbanjamento. Isso acaba agora", argumentou.

 

De acordo com fontes do governo grego, citadas pelo El País, apenas em electricidade a ERT gasta cerca de 300 milhões de euros por ano, entre três e oito vezes mais do que os outros operadores, privados. Por outro lado, o rácio trabalhadores/audiência quadruplica o da concorrência.

 

A Grécia acordou com a troika reduzir a dimensão do seu sector público. Entre outras medidas, conta dispensar dois mil funcionários até o final do ano e quinze mil até o final de 2014.

 

(notícia actualizada com novo título às 17h33)

Ver comentários
Saber mais tv Grécia despedimento reestruturação
Outras Notícias