Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Grécia vota quarta-feira pacote de austeridade mas deixa cair medidas

O terceiro resgate à Grécia depende da votação decisiva que tem lugar esta quarta-feira, 22 de Julho. Alexis Tsipras deixou de fora duas medidas polémicas.

Reuters
Bruno Simões brunosimoes@negocios.pt 21 de Julho de 2015 às 20:22
  • Assine já 1€/1 mês
  • 5
  • ...
A Grécia enfrenta esta quarta-feira uma nova votação decisiva para poder receber o terceiro resgate dos credores externos, no valor de 86 mil milhões de euros. Depois de uma primeira votação, que desbloqueou uma verba de cerca de sete mil milhões de euros, e que foi marcada por manifestações violentas e 32 votos contra do Syriza, o executivo de Tsipras prepara-se para outra votação, mas desta vez com mais cuidado: de acordo com o diploma entregue no parlamento, caíram duas medidas exigidas pelos credores.

As medidas em causa – o aumento dos impostos para os agricultores e a redução das reformas antecipadas – não são totalmente descartadas, mas adiadas para daqui a algum tempo. De acordo com o vice-ministro da Agricultura, Vangelis Apostolou, esses diplomas poderão ser aprovados em Agosto, Setembro ou mais tarde, dependendo das discussões com os credores, escreve a Reuters.

A iniciativa de adiar estas duas medidas específicas é lida pelo jornal conservador Kathimerini como uma tentativa de unir o partido e evitar que o Syriza passe outra vez uma imagem de rebelião. Na anterior votação, tiveram de ser os partidos pró-europeus a garantir a maioria que Alexis Tsipras pedia, uma vez que em cima da mesa estava a subida do IVA e da idade da reforma. Depois dessas medidas terem sido aprovadas, foi concedido um apoio de sete mil milhões, que foi essencialmente usado para pagar dívidas aos credores.

A aprovação deste segundo pacote de medidas, esta quarta-feira, é essencial para dar início às negociações com vista ao terceiro programa de resgate, no valor de 86 mil milhões. Os responsáveis gregos dizem que as conversações, que vão decorrer em Atenas, podem começar imediatamente a seguir à votação.

De acordo com o Kathimerini, os representantes do FMI, Comissão Europeia, BCE e Mecanismo Europeu de Estabilidade já começaram a aterrar na capital grega. A porta-voz do governo grego disse que a expectativa é que as negociações estejam concluídas até 20 de Agosto.

A Reuters acrescenta que Alexis Tsipras tentou convencer os deputados do Syriza a aprovar o segundo pacote de medidas, que é votado esta quarta-feira, insistindo na falta de alternativas. De acordo com uma fonte não identificada, Tsipras terá dito que já viu "reacções" e já leu "discursos heróicos". "Mas ainda não ouvi nenhuma proposta alternativa", terá dito aos deputados, avisando-os que a maioria dos gregos quer continuar no euro.

Mesmo que se mantenham os votos contra dos deputados do Syriza, o Pasok e o To Potami já garantiram que aprovam este segundo pacote de austeridade. Continua a pairar o fantasma de eleições antecipadas.
Ver comentários
Saber mais Grécia austeridade resgate Alexis Tsipras Syriza
Outras Notícias