Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Merkel: "Ninguém pode esperar uma solução para os problemas da Grécia esta noite" ou segunda-feira

A chanceler alemã considera que não é possível alcançar uma solução rápida para os problemas da Grécia. Além disso, Angela Merkel defende que Atenas tem de entender que a União Europeia é um caminho com dois sentidos no qual os acordos têm de ser honrados.

4 de Fevereiro – Merkel em declarações proferidas em Berlim. “Tudo o que estamos a fazer pela Grécia é no sentido de assegurar que a Grécia permanece na Zona Euro”.
Reuters
Ana Laranjeiro alaranjeiro@negocios.pt 19 de Março de 2015 às 10:17
  • Assine já 1€/1 mês
  • 9
  • ...

Para a chanceler alemã Angela Merkel não há uma solução rápida para os problemas financeiros da Grécia. Além disso, a líder alemã defende ainda que a Grécia tem de entender que a União Europeia (UE) é um caminho com dois sentidos, no qual os acordos têm de ser honrados."Obviamente, é totalmente claro que ninguém pode esperar uma solução para os problemas da Grécia esta noite ou na segunda-feira", afirmou Angela Merkel, citada pela Bloomberg. Esta semana, Angela Merkel convidou Alexis Tsipras a deslocar-se a Berlim na próxima segunda-feira, dia 23 de Março.

 

A chanceler alemã está, esta manhã, 19 de Março, no Parlamento alemão, onde reiterou que a Europa está pronta a ajudar a Grécia, caso Atenas esteja disponível para cumprir com as suas obrigações no âmbito das reformas a implementar. Segundo o The Guardian, Merkel deixou ainda um alerta aos deputados, apontando que a crise de dívida na Zona Euro ainda não está completamente ultrapassada.

 

Em relação ao encontro da próxima segunda-feira, Merkel optou por brincar e afirmou que: "convidei o primeiro-ministro grego Alexis Tsipras [para vir] a Berlim na segunda-feira e aguardo com expectativa a sua visita. Vamos ter tempo para conversar um com o outro em detalhe e talvez [tenhamos também tempo] para discutir".

 

Mas antes deste encontro, o primeiro-ministro da Grécia vai reunir-se esta quinta-feira à noite em Bruxelas, após a cimeira europeia, com vários responsáveis europeus: chanceler alemã, Angela Merkel, o presidente de França, François Hollande, o presidente do Banco Central Europeu, Mario Draghi, o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, e o presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem. Sobre este encontro, o The Guardian escreve que Alexis Tsipras ambiciona persuadir os líderes europeus a apoiarem os seus planos reformistas e desbloquear assim as tranches no âmbito do resgate. Ainda assim, na última noite, o chefe de Governo de Atenas afirmou no parlamento que está comprometido com o seu programa anti-austeridade.

 

Entretanto, ontem, Wolfgang Schäuble, ministro das Finanças da Alemanha, apontou que "tempo está a esgotar-se" para a Grécia e que Bruxelas "está preocupada" pela falta de progresso.

 

O Negócios escreve esta quinta-feira que Alexis Tsipras quer levar risco de saída do euro à cimeira europeia, que decorre hoje e amanhã. Entre as instituições da troika, dominará a convicção de que Atenas não está disposta a fazer as reformas prometidas. Tsipras responde que o problema não é técnico, é "político", pelo que deve ser resolvido ao mais alto nível.

Ver comentários
Saber mais Angela Merkel Grécia Cimeira Europeia Atenas Alexis Tsipras
Outras Notícias