Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Merkel rejeita prever quando é que a crise do euro vai terminar

A Grécia e “outros países” vão permanecer na moeda única europeia, segundo Angela Merkel. Não há é um prazo definido para que a crise do euro acabe.

Bloomberg
Negócios 06 de Maio de 2013 às 12:30
  • Assine já 1€/1 mês
  • 18
  • ...

Angela Merkel recusou-se esta segunda-feira, 6 de Maio, a prever quando é a crise da moeda única vai chegar ao fim. Contudo, a chanceler alemã sabe que serão precisos “anos” para eliminar a crise da moeda única.

 

Numa conferência em Berlim, Merkel afirmou que os países em dificuldades da Zona Euro - nomeadamente, a Grécia “e outros países” - vão permanecer no euro, de acordo com a agência Bloomberg.

 

Sobre a Grécia, a líder política germânica falou do grande trabalho que o país do sul da Europa tem feito para cumprir os objectivos acordados com a troika (Comissão Europeia, Fundo Monetário Internacional e Banco Central Europeu), que financia e estrutura os resgates financeiros às nações em dificuldades financeiras.

 

A relação entre a Alemanha - maior participante nos resgates - e a Grécia tem sido tensa nos últimos anos devido às políticas de austeridade associadas aos pacotes de financiamento. Os países da União Europeia têm de viver consoante os seus próprios meios, alertou ainda Angela Merkel.

 

Apesar das diferenças entre os políticos europeus na análise à crise da dívida, a líder alemã não tem dúvidas de que um desmembramento do euro terá elevados custos políticos, segundo refere a Bloomberg.

Ver comentários
Saber mais Angela Merkel Alemanha Grécia euro Zona Euro crise da dívida
Mais lidas
Outras Notícias