Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Presidente do Parlamento Europeu diz que se o "não" ganhar Grécia têm de introduzir outra moeda

Martin Schulz disse este domingo que está confiante na vitória do "sim", porque caso contrário a Grécia "tem de introduzir outra moeda, porque o euro já não estará disponível como forma de pagamento".  

Bloomberg
Negócios 05 de Julho de 2015 às 11:46
  • Assine já 1€/1 mês
  • 92
  • ...

"Se [os gregos] disserem não, têm de introduzir outra moeda depois do referendo, porque o euro já não estará disponível como forma de pagamento", disse o presidente do Parlamento Europeu à rádio alemã Deutschlandfunk, de acordo com a Reuters.

 

"Como vão conseguir pagar salários? Como vão pagar pensões? Assim que introduzirem uma nova moeda vão sair da Zona Euro", disse Martin Schulz, acrescentando que "estes são os elementos que me dão alguma esperança de que o povo grego não vai hoje votar no ‘não’".

 

Esta é uma das declarações mais fortes por parte dos líderes europeus sobre a possibilidade de a Grécia sair do euro caso ganhe o "não" no referendo deste domingo na Grécia.

 

No Sábado, o presidente do Parlamento Europeu tinha avançado que estava a ser avaliada a possibilidade de serem concedidos créditos de emergência para a Grécia para evitar uma crise humanitária.

 

"Vamos ver-nos obrigados a conceder créditos de emergência à Grécia como medida de transição, para que os serviços públicos possam continuar a funcionar e as pessoas necessitadas recebam dinheiro. Para isso haveria dinheiro a curto prazo em Bruxelas", disse Schulz, numa entrevista ao jornal Welt am Sonntag.

 

Segundo Schulz, o primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, conduziu o país a um beco sem saída, "mas as pessoas não têm culpa disso". "Vamos ajudá-los. Não vamos deixar os gregos na miséria", disse.

Ver comentários
Outras Notícias