Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Produção industrial da Zona Euro caiu mais do que esperado em Janeiro

O indicador de actividade industrial da Europa a 27 recuou mais do que esperado pelos analistas, no mês de Janeiro, numa evolução que pode sinalizar que a Zona Euro demorará mais a regressar ao crescimento.

Hugo Paula hugopaula@negocios.pt 13 de Março de 2013 às 10:55
  • Assine já 1€/1 mês
  • 6
  • ...

A produção industrial da Zona Euro recuou 0,4% em Janeiro face a Dezembro, segundo os dados divulgados pelo Eurostat. Na União Europeia (UE), o indicador deteriorou-se na mesma proporção (0,4%) face a Dezembro.

 

A diminuição da produção industrial foi maior do que esperado. Os economistas antecipavam uma redução de 0,1% da produção industrial, segundo as estimativas de 32 economistas inquiridos pela Bloomberg.

 

Em termos homólogos, o índice de produção industrial desceu 1,3% na Zona Euro e  1,7% na União Europeia. A produção da indústria é um indicador para a evolução da economia no futuro e a evolução mais negativa sinaliza que a economia poderá demorar mais tempo a recuperar.

 

“A recuperação da economia da Zona Euro deverá ser de uma lentidão muito dolorosa”, disse o economista Nick Kounis, do banco holandês ABN Amro, citado pela Bloomberg. “Com um crescimento tão fraco e a inflação a continuar a cair para níveis baixos, acreditamos que existe margem para maiores estímulos [à economia] por parte do Banco Central Europeu”, acrescentou.

 

Entre o último mês de 2012 e o primeiro de 2013, a produção de bens duradouros caiu 1,4% na Zona Euro e 0,4% na UE. Já os bens de consumo não duradouros contrariaram uma maior queda do indicador, com a sua produção a crescer 0,9% na região da moeda única e 1,3% na União Europeia.

 

Portugal teve o maior crescimento da produção industrial

 

Entre os 18 países com dados disponíveis sobre a actividade industrial, Portugal foi o país com o maior crescimento do indicador, em Janeiro face a Dezembro. 

 

As maiores quebras da actividade industrial registaram-se na Finlândia, com um declínio em cadeia de 4,1%. No Luxemburgo recuou 3,8% e na Letónia decaiu 3,5%. Já Portugal foi o terceiro país onde o indicador mais aumentou, ao progredir 3,5%, enquanto na Dinamarca aumentou 4,3% e na Lituânia subiu 4,4%. 

Ver comentários
Saber mais indústria actividade industrial produção industrial Zona Euro União Europeia
Mais lidas
Outras Notícias