Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Aumento das exportações determina abrandamento da contracção do PIB espanhol

Os dados divulgados esta quinta-feira vieram confirmar que entre Abril e Junho, o PIB de Espanha contraiu cerca de 0,1%, menos três décimas percentuais que no primeiro trimestre do ano. O aumento das exportações e a estabilização da procura interna foram os factores decisivos para uma menor queda.

19 - Espanha
Inês Balreira inesbalreira@negocios.pt 29 de Agosto de 2013 às 11:34
  • Assine já 1€/1 mês
  • 6
  • ...

A economia de Espanha caiu pelo nono trimestre consecutivo. Ainda assim, a contracção verificada no segundo trimestre do ano foi menor que o valor registado entre Janeiro e Março.

 

De acordo com os dados divulgados esta quinta-feira, pelo Instituto Nacional de Estatística de Espanha, que vieram confirmar os dados já avançados pelo Governo e pelo Banco de Espanha, o PIB contraiu cerca de 0,1% no segundo trimestre. A queda é inferior em três décimas percentuais à contracção verificada no primeiro trimestre, quando a economia espanhola regrediu 0,4%. Face ao período homólogo de 2012, o PIB decresceu 1,6%.

 

Decisivo para esta menor contracção da economia esteve o aumento das exportações, que durante o segundo trimestre cresceram 6%, depois de uma queda de 3,8% registada no trimestre anterior. Entre Abril e Junho, a procura interna estabilizou. No entanto, o consumo privado caiu 0,1%.

 

As projecções do Governo de Mariano Rajoy apontam para uma contracção económica de 1,6% em 2013. No entanto, o Executivo espanhol espera que os primeiros dados económicos trimestrais positivos cheguem no final do ano. Se assim acontecer, Espanha poderá sair da recessão técnica que enfrenta há dois anos.

Ver comentários
Saber mais PIB Espanha recessão exportações trimestre
Outras Notícias