Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Rússia vai iniciar negociações para reestruturar empréstimo a Chipre

Depois das palavras mais duras do primeiro-ministro, o presidente russo veio colocar “água na fervura”, ao dar ordens para que se iniciem negociações com vista a reestruturar o empréstimo concedido a Chipre.

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 25 de Março de 2013 às 15:13
  • Partilhar artigo
  • 4
  • ...

O presidente russo Vladimir Putin sinalizou hoje que aceita o plano para reestruturar o sector financeiro de Chipre, suavizando o discurso de fortes críticas ao resgate do Pais, que acarretará perdas acentuadas para os depósitos superiores a 100 mil euros.

 

Depois de na semana passada ter afirmando que o plano de resgate do Chipre era “injusto, pouco profissional e perigoso”, Putin ordenou hoje que sejam iniciadas negociações com as autoridades cipriotas para que seja reestruturado o empréstimo de 2,5 mil milhões de euros que foi concedido a Chipre em Dezembro de 2011.

 

“Considerando as decisões tomadas pelo Eurogrupo, o presidente Putin considera a possibilidade de apoiar os esforços do presidente cipriota, bem como da Comissão Europeia, com vista a superar a crise económica de Chipre”, afirmou à Bloomberg o porta-voz do Presidente russo, Dmitry Peskov.

 

Esta declaração contrasta com a afirmação proferida pelo primeiro-ministro russo. Dmitry Medvedev reagiu com fortes críticas ao plano de resgate do Chipre, afirmando que “o roubo do que já tinha sido roubado continua”.

 

O acordo ontem acertado entre o Chipre e a troika, que mereceu a aprovação por parte do Eurogrupo, prevê o fecho do segundo maior banco do país, o Laiki, com os activos recuperáveis a serem incorporados no Bank of Cyprus. Os depósitos acima de 100 mil euros neste banco, que é o maior do Chipre, vão contribuir para a recapitalização do banco, com um perda que o Governo cipriota calcula em cerca de 30%.

 

“A Rússia está pronta para reestruturar o empréstimo assim que a situação se torne mais clara”, afirmou à Bloomberg Oleg Vyugin, “chaiman” do banco russo MDM Bank.

 

Enquanto os deputados cipriotas chumbavam no Parlamento a primeira proposta para o resgate do país, o ministro das Finanças de Chipre viajou para a Rússia, procurando um empréstimo que Moscovo não aceitou conceder.  

Ver comentários
Saber mais Rússia Chipre
Outras Notícias