Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Schauble: Governo grego "deve fazer mais ou menos o contrário do que prometeu durante a campanha"

O ministro das Finanças alemão, Wolfgang Schäuble, afirmou numa entrevista à Deutsche Welle que o novo acordo para o terceiro resgate à Grécia supõe uma confirmação da postura defendida pela Alemanha.

Reuters
Lusa 15 de Agosto de 2015 às 15:24
  • Partilhar artigo
  • 54
  • ...

Segundo Schäuble, o primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, acabou por reconhecer que se a Grécia quer permanecer no euro terá que se esforçar.

 

"É o que tenho dito há vários anos. A Grécia só pode continuar como membro da eurozona se realizar esforços extraordinários", disse.

 

O governo grego "deve fazer mais ou menos o contrário do que prometeu durante a campanha eleitoral", sublinhou o ministro, adiantando que Tsipras só agora optou por empreender os esforços necessários.

 

Nesse sentido, Wolfgang Schäuble expressou esperança de "que o acordo funcione" e reiterou a sua disposição a prestar assistência.

 

Às acusações de chantagem lançadas pelo primeiro-ministro grego no parlamento, dirigidas de forma indirecta contra Schäuble, o titular das Finanças alemão negou que fosse decisivo "o que diga ou deixe de dizer pontualmente num discurso".

 

"Apesar de se ter expressado de forma algo dura, a clara postura do governo [alemão], da chanceler [Angela Merkel] e do ministro das Finanças levou a que a Grécia se encontre agora no rumo que todos pensam ser uma nova oportunidade para o país. Isso é que é decisivo", observou.

 

"Nunca faltou solidariedade europeia, mas uma disposição por parte da Grécia para chegar a um acordo, sim", criticou.

 

Por outro lado, o ministro recordou que "o decisivo é que a dívida seja sustentável", recordando ao mesmo tempo que o Direito europeu não contempla uma saída da Grécia.

"O mais importante é que as medidas se implementem com rapidez para criar uma dinâmica de crescimento mais forte na Grécia", adiantou.

 

Ver comentários
Saber mais Wolfgang Schäuble Angela Merkel Alexis Tsipras
Outras Notícias