Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

PIB da Zona Euro abranda com estagnação de França e Itália e arrefecimento da Alemanha

A economia da Zona Euro cresceu ao ritmo mais brando desde o terceiro trimestre de 2015, num período em que mais de metade dos países que partilham o euro abrandou ou estagnou.

Bloomberg
Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 12 de Agosto de 2016 às 10:18
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O produto interno bruto (PIB) da Zona Euro cresceu 0,3% no segundo trimestre quando comparado com os três meses anteriores, revelou esta sexta-feira, 12 de Agosto, o Eurostat. Este crescimento corresponde a um abrandamento face ao primeiro trimestre do ano, altura em que cresceu 0,6%, e representa a menor expansão desde o terceiro trimestre de 2015.

O crescimento observado no segundo trimestre ficou em linha com as estimativas dos economistas consultados pela Bloomberg.

 

Em termos homólogos, o PIB também abrandou, mas a um ritmo inferior, tendo passado de um crescimento de 1,7% no primeiro trimestre para 1,6% nos três meses terminados em Junho.

 

Dos 19 países que compõem a Zona Euro, quatro não têm dados para o segundo trimestre, enquanto oito registaram abrandamento ou estagnação. Entre estes as maiores economias: Alemanha, França, Itália e Espanha.

 

No caso de Berlim, o PIB cresceu 0,4%, o que corresponde a um abrandamento face aos 0,7% registados nos três meses anteriores, mas ainda assim é o dobro do que estava a ser antecipado pelos economistas consultados pela agência de informação americana.

 

Já Paris estagnou no trimestre em análise, uma informação que já era do domínio público desde o final de Julho, altura em que França revelou os dados trimestrais. Itália seguiu a mesma tendência e travou o crescimento. O PIB italiano estagnou, o que surpreendeu, já que os economistas consultados pela Bloomberg previam um crescimento da economia de 0,2%, o que ainda assim representava um abrandamento face aos 0,3% registados no primeiro trimestre do ano.

 

Espanha também abrandou o ritmo de crescimento, tendo registado um aumento do PIB de 0,7%, depois de três trimestre consecutivos a crescer 0,8% em cadeia. Os dados de Madrid também foram divulgados a 29 de Julho.

 

A pesar na evolução da economia da Zona Euro estiveram ainda Chipre (0,7%), Lituânia (0,1%), Áustria (0%) e Finlândia (0,3%), países cuja evolução económica também foi de abrandamento.

 

Já do lado oposto estiveram Bélgica, Estónia, Grécia, Letónia e Eslováquia, que viram as suas economias acelerar no período em análise.

 

Faltam ainda serem conhecidos os dados da Irlanda, Luxemburgo, Malta e Eslovénia. Bulgária, Países Baixos e Portugal registaram as mesmas taxas de crescimento face ao primeiro trimestre do ano.


(Notícia actualizada às 10:41 com mais informação)

 

Ver comentários
Saber mais PIB Eurostat Zona Euro Itália Alemanha França
Mais lidas
Outras Notícias