Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Banco de Espanha avisa que economia continua a cair a um ritmo "significativo"

O mais recente boletim económico do Banco de Espanha, hoje divulgado, revela que a economia espanhola continuou a contrair-se a um ritmo "significativo" no terceiro trimestre.

Negócios negocios@negocios.pt 26 de Setembro de 2012 às 10:24
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...
"Os dados disponíveis para o terceiro trimestre do ano sugerem que o Produto continuou a cair a um ritmo significativo, num contexto em que a tensão financeira se manteve em níveis muito elevados" sintetiza o banco central. Esta apreciação tem em conta apenas “indicadores quantitativos que permitem prever o impacto da subida da tributação indirecta (IVA), introduzida em 1 de Setembro".

No segundo trimestre, o PIB caiu 0,4% face ao anterior, depois de ter recuado 0,3% entre o primeiro e o segundo trimestre. Em termos homólogos, a taxa de variação do PIB situou-se em -1,3%, após -0,6% no primeiro trimestre.

O Banco de Espanha recorda, porém, que o INE reviu a série das contas nacionais para o período 2008-2011, afectando as comparações homólogas. Nos últimos dois anos do governo socialista de Zapatero a economia espanhola teve um desempenho pior do que se estimara. Em concreto, em 2010 o PIB caiu duas décimas mais (-0,3% em comparação com -0,1%) e em 2011, o aumento do produto foi três décimos inferior (0,4% em vez de 0,7%).

Escreve o banco central que a procura interna permanece retraída, em face da "deterioração da confiança das famílias” em Julho e, principalmente, em Agosto. Além disso, o indicador de confiança do comércio piorou também naqueles meses, embora de forma menos marcada.

Entre os indicadores quantitativos, a taxa real de comércio a retalho caiu ligeiramente em termos mensais, em Julho. Por seu turno, as matrículas de veículos, corrigida de efeitos sazonais e de calendário, registou um “notável aumento” em Agosto, reflectindo a antecipação de compras de automóveis antes do aumento do IVA.

A boa notícia vem das exportações que parecem continuar a puxar pela economia espanhola. As exportações de mercadorias aumentaram 5,3% em Julho, acima de 2,7% registados no segundo trimestre. O banco da Espanha enfatiza"o forte aumento das exportações para a Alemanha".

Mas também as importações de mercadorias aumentaram, 4%, o que contrasta com o declínio de 7% observado no segundo trimestre. O sector do turismo também forneceu bons sinais. Os indicadores do terceiro trimestre apontam para uma subida das receitas, resultante de um crescimento homólogo de quase 5% nas entradas de turistas nos meses de Julho e de Agosto.
Ver comentários
Saber mais Banco de Espanha PIB queda Espanha
Outras Notícias