Finanças Públicas Centeno diz que regras para a dívida "têm muito para melhorar"

Centeno diz que regras para a dívida "têm muito para melhorar"

Em entrevista ao jornal alemão Bild, citado pela Reuters, o ministro das Finanças defende ainda que é tempo de debater o alívio da dívida grega mesmo que o FMI não participe no programa de resgate.
Centeno diz que regras para a dívida "têm muito para melhorar"
Miguel Baltazar
Paulo Zacarias Gomes 22 de novembro de 2016 às 08:03

O ministro das Finanças considera que é necessário rever e substituir o actual Pacto de Estabilidade e Crescimento e que as regras para a dívida "têm muito espaço para melhorar".


As declarações de Mário Centeno ao jornal alemão Bild chegam um dia depois de terem sido divulgados dados que apontam para um aumento da dívida de Portugal para os 133% do PIB (a quinta mais alta do mundo e em máximos pelo menos desde 2007).


A posição do Governo continua a ser a de que a reestruturação da dívida portuguesa não está em cima da mesa e que qualquer avanço nesta matéria tem de ser feito a nível europeu e não isolado.


Na entrevista, publicada esta terça-feira e citada pela Reuters, o ministro defende ainda que é "preciso iniciar" a discussão do alívio da dívida da Grécia, mesmo que o FMI não participe no programa de resgate helénico.


O ministro manifesta ainda confiança nas instituições europeias na resolução de eventuais novos problemas na Zona Euro. "A união monetária europeia tem instituições muito fortes. Conseguimos lidar sozinhos com a maior parte dos problemas," afirma.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI