Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Défice de 2010 passa de 9,1 para 9,8% do PIB

O INE confirmou hoje o impacto dos desvios orçamentais encontrados na Madeira no saldo global das Administrações Públicas. Na notificação hoje enviada a Bruxelas, o défice de 2010 é revisto em alta, de 9,1 para 9,8% do Produto Interno Bruto (PIB).

Pedro Romano promano@negocios.pt 30 de Setembro de 2011 às 11:10
  • Assine já 1€/1 mês
  • 9
  • ...
O valor de 2008 também é afectado, embora marginalmente. O saldo negativo aumenta em 0,1 pontos percentuais, para 3,6% do PIB. Em 2009, não há qualquer impacto relevante. Em causa estão sobretudo “buracos” orçamentais devido a despesas não reportadas pelo Governo Regional da Madeira. Os problemas foram inicialmente detectados pelo Tribunal de Contas, o que levou uma missão do Banco de Portugal e INE a deslocar-se à Região para levar a cabo uma auditoria. Os défices madeirenses foram então revistos em alta.

Segundo o INE, as contas hoje apresentadas diferem dos números avançados há duas semanas por terem sido encontradas entretanto novas despesas não assumidas e ligeiros desvios nas contas das autarquias. Em sentido contrário, o défice do Estado central e da Segurança Social foi revisto em baixa, embora também muito marginalmente.

O somatório dos desvios acumulados faz com que a dívida pública do ano passado aumente de 93 para 93,3% do PIB. O aumento é menor do que a revisão do défice correspondente porque, segundo o INE, uma parte da dívida implícita já teria entretanto sido integrada nas contas.

(Notícia actualizada às 11h25 com mais informação)
Ver comentários
Saber mais défice orçamento Eurostat INE
Mais lidas
Outras Notícias