Finanças Públicas Défice orçamental sobe para 5,8 mil milhões de euros

Défice orçamental sobe para 5,8 mil milhões de euros

O défice orçamental até Julho aumentou face a 2013. O Governo atribuiu a degradação da situação orçamental à despesa associada ao pagamento do subsídio de férias e às decisões do Tribunal Constitucional.
Défice orçamental sobe para 5,8 mil milhões de euros
Miguel Baltazar/Negócios
Rui Peres Jorge 25 de agosto de 2014 às 17:28

O défice orçamental das Administrações Públicas até Julho deste ano aumentou 389 milhões de euros face a 2013 para os 5,8 mil milhões de euros, revelou o ministério das Finanças em comunicado. Este é o resultado de um crescimento da despesa superior ao aumento da receita, explica ainda o gabinete de Maria Luís Albuquerque.

 

"Nos primeiros sete meses de 2014 (...) o saldo orçamental provisório das Administrações Públicas cifrou-se em -5.823,4 milhões de euros, o que representa uma deterioração de 389 milhões de euros face a igual período do ano anterior", lê-se no texto enviado às redacções, que comenta os dados da execução orçamental publicados pela Direcção-geral do Orçamento.

 

Segundo o ministério, "para este resultado contribui o efeito sobre a despesa resultante do pagamento do subsídio de férias (em 2013 este pagamento ocorreu em Novembro) associado ao efeito do aumento das remunerações em resultado da decisão do Tribunal Constitucional bem como o aumento do pagamento de juros".  Excluindo os juros, o défice seria de apenas 965 milhões de euros, melhorando 236 milhões face ao ano anterior, acrescenta ainda a mesma fonte.

 

Este é o resultado de um aumento da despesa de 5,8% na Administração Central (que inclui os ministérios e o institutos públicos), acima dos 3,8% registados na receita fiscal.

 

O ministério das Finanças deu ainda conta que "o saldo global da Segurança Social ascendeu a 266,2 milhões de euros, o que representa uma melhoria de cerca de 94 milhões de euros face ao período homólogo", que nas autarquias se registou "um saldo orçamental positivo de 191,1 milhões de euros" e que nas regiões autónomas se registou um défice de 301,2 milhões.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI