Finanças Públicas Estado com excedente menor do que em Janeiro de 2014

Estado com excedente menor do que em Janeiro de 2014

O excedente orçamental conseguido pelo Ministério das Finanças em Janeiro é menor do que de há um ano, mas o Governo diz que o efeito é passageiro.
Estado com excedente menor do que em Janeiro de 2014
Miguel Baltazar/Negócios
Negócios 25 de fevereiro de 2015 às 17:41

Em Janeiro os cofres do Estado registaram um excedente orçamental de 549 milhões de euros no mês de Janeiro. Descontando o efeito da inclusão de novas entidades no perímetro das Administrações Públicas decidida para 2015, o excedente nos cofres públicos cairia para 377 milhões de euros, um pouco mais de metade dos 665,7 milhões de euros registados no primeiro mês de 2015, revelou o ministério das Finanças na quarta-feira, dia 25 de Fevereiro.

 

"O saldo orçamental provisório das Administrações Públicas, comparável com o objectivo para o total do ano, registou um excedente de 549 milhões de euros. A despesa total reduziu-se 50 milhões de euros face a Janeiro de 2014 (-0,9%) fixando-se em 5.286 milhões de euros e a receita total, como era expectável, reduziu-se 167 milhões de euros face a Janeiro de 2014 (-2,8%) fixando-se em 5.835 milhões", lê-se numa nota enviada à imprensa pelo Ministério das Finanças.

 

O gabinete de Maria Luís Albuquerque garante que "a redução do excedente orçamental face a igual período de 2014 é justificada por factores de natureza temporária que se irão diluir ao longo do corrente ano".

 

As contas da Administração Central (serviços dos ministério e institutos públicos) também apresentam uma evolução negativa em termos homólogos, escreve o Governo na mesma nota: "O saldo global da Administração Central, em janeiro de 2015, cifrou-se num excedente de 8,6 milhões de euros, enquanto o excedente primário atingiu o valor de 132,1 milhões de euros, os quais comparam com 414,4 e 508,7 milhões de euros, em Janeiro de 2014, respectivamente".

 

A ajudar as contas esteve essencialmente a Segurança Social, com um excedente de 253 milhões de euros em Janeiro: "O saldo global da Segurança Social registou um excedente de 252,9 milhões de euros o que traduz uma melhoria de cerca de 118 milhões de euros face a Janeiro de 2014, tendo-se verificado um aumento da receita em 4,8% e uma redução da despesa em 0,9%", analisa o governo que destaca: "Do lado da receita saliente-se a evolução das contribuições e quotizações (2,7%) e das transferências provenientes do Fundo Social Europeu, enquanto do lado da despesa a diminuição é justificada pela redução da despesa com prestações de desemprego (-23%) e das despesas de administração (-8,7%)".

 

As administrações local e regional também registaram excedentes: "No que se refere à Administração Local, em Janeiro registou-se um excedente de 93,3 milhões de euros, dado a redução mais acentuada da despesa (-11,6%) que a registada na receita (-11,2%). Excluindo o efeito do pagamento de dívidas de anos anteriores, no âmbito do PAEL, o saldo, em 2015, seria de 94,8 milhões de euros, o qual compara com 110,9 milhões de euros no ano anterior. A Administração Regional apresenta um saldo orçamental de 22,3 milhões de euros, o qual compara com um saldo de 13,1 milhões de euros em igual período do ano transacto".




pub

Marketing Automation certified by E-GOI