Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Faria de Oliveira: "Acho que Portugal não vai necessitar de um segundo resgate"

O presidente da Associação Portuguesa de Bancos reconheceu que eventualmente poderão existir "flexibilizações várias" ao actual programa de ajustamento.

Lusa 12 de Novembro de 2012 às 19:08
  • Partilhar artigo
  • 3
  • ...
O presidente da Associação Portuguesa de Bancos (APB), Faria de Oliveira, disse hoje acreditar que Portugal não vai precisar de um segundo resgate económico, mas reconheceu que eventualmente poderão existir "flexibilizações várias" ao actual programa de ajustamento.

"Acho que Portugal não vai necessitar de um segundo resgate", disse Faria de Oliveira no Centro Cultural de Belém (CCB), em Lisboa, à margem do encontro empresarial luso-alemão organizado no âmbito da visita da chanceler, Angela Merkel a Portugal.

As "flexibilizações várias" poderão ocorrer mas "sem necessidade de financiamentos adicionais", declarou o também presidente do conselho de administração da Caixa Geral de Depósitos (CGD).

"Temos de encontrar é condições favoráveis para que os bancos possam financiar a economia de uma maneira mais favorável aos interesses dos empresários e dos portugueses", sublinhou.

O problema de "curto prazo" da economia portuguesa, que passa por "acelerar a passagem da recessão para o crescimento", obriga a um "encontrar de estímulos ao crescimento", matéria abordada num espaço de diálogo entre o primeiro-ministro Pedro Passos Coelho, Angela Merkel e empresários portugueses e alemães.

O diálogo, tido à porta fechada e ao qual os jornalistas não tiveram acesso, marcou o fim do encontro empresarial luso-alemão que decorreu todo o dia no CCB, e foi também o derradeiro ponto de agenda na visita de Merkel a Lisboa.

Ver comentários
Saber mais Faria de Oliveira Portugal segundo resgate
Outras Notícias